segunda-feira, 25 de maio de 2015

Dica do dia

Alô concurseiros,

A Datacoop está com vagas abertas para vários cursos preparatórios.
Este aqui é o de Formação de Auxiliares de Biblioteca. Vale a pena conferir.
Confira mais cursos na fan page da Datacoop clicando aqui.



sexta-feira, 22 de maio de 2015

Quando alguém consegue congelar bons momentos

 
A fotografia tem esse dom e vale muito a pena investir em um bom fotógrafo e no nosso caso, em uma ótima fotógrafa que tem a missão e o propósito de congelar momentos incríveis para você relembrar, compartilhar e sentir de novo esses momentos especiais.
 
Hoje chegam os DVDs dos eventos #encontroligtelecom e #mulheresnocomando que a Leca Veras fez

 
Que esmero...que energia boa ao receber o seu material! Agora vamos compartilhar fotos incríveis que traduzem com profissionalismo o nosso profissionalismo e o profissionalismo dos nossos clientes. Corrente linda!
Além disso, a Leca (que teve uma ação incrível nos dois eventos e tivemos feedback super positivo) chega como parceira para ajudar nossos clientes a registrar com um olhar incrível o que eles produzem!
 
Vem novidade boa aí!

E hoje também é dia do abraço... =D


Hoje é dia da ideia =)








quinta-feira, 21 de maio de 2015

O melhor de ser dona do meu próprio negócio é cuidar dele quando ele mais precisa!

 
Trabalhei em casa, cuidando dele, que tá com sua primeira "janelinha" e já bem melhor. Ainda faltam exames e voltaremos à rotina normal.
Ainda bem que posso trabalhar de casa e pela web.
E essa flexibilização as vezes tem momentos assim: agora ele está dormindo, é quase meia noite e vim colocar algumas tarefas em dia. Mas, coração em paz!

Tudo é questão de escolhas

 
Essa foto do Miguel com um graveto representando uma bifurcação me lembra do quanto precisamos fazer escolhas e desde muito pequenos. Mesmo o Miguel precisa fazer suas escolhas. No sábado passado, estivemos com ele pela segunda vez no hospital, porque em meio a uma mega gripe, garganta inflamada, desarranjos, enjôos e que tais ele não conseguia tomar o antibiótico e lá no consultório da emergência a médica perguntou: "Você quer tomar o remédio OU ficar internado?". Ele gelou, ela o colocou no soro com medicação para evitar mais enjôos e melhorar a dor na barriga e naquele momento fui explicando a ele que só ele poderia fazer aquela escolha e que nem eu, nem o pai dele, nem ninguém poderia tomar o remédio por ele...e no final das contas, ela deixou misturar o antibiótico (de gosto horrível, mas importante para o tratamento) em um suco e assim ele mandou ver...e fez sinal de "ufa, escapei dessa!" o que nos arrancou uma gargalhada, apertos, beijos e alívio por voltarmos com ele para casa.
 
A vida não é fácil nem para um recém nascido...que precisa adaptar-se, aprender coisas novas todos os dias, crianças também precisam enfrentar N desafios diários e são testadas todos os dias.
 
O interessante é que crianças tem a motivação, a alegria, a vontade, o sonho e por mais que sejam tímidas, tenham medo e tudo mais, não tem as crenças limitantes e acabam arriscando-se mais, jogando-se rumo ao que querem experimentar.
 
No trabalho orientando empreendedores, vejo muito que eles passam sempre por escolhas e muitas vezes diante das escolhas paralisam...sofrem, acham que um passe de mágica deveria ocorrer e não ocorre. Tem que haver comprometimento, consistência, resiliência e adaptação, abertura para o novo e o despertar da criança adormecida dentro de cada um.
 
Tenho estudado muito e descobri minha turma, minha praia e excelentes mentores. Tenho encontrado grandes parceiros, e sou muito grata por isso e a mensagem que vencedores sempre lançam tem a ver com:
 
O ótimo é inimigo do bom
Feito é melhor que Perfeito
Pega e vai
Se joga
Vá em modo Beta
Vá com medo mesmo
Vá com o que você tem agora
 
 
Estude, dedique-se, confie em um método ou na consultora que vos fala, porque queremos o seu sucesso, com certeza e comece a ter atitudes empreendedoras e a lançar sua missão para o mundo e a ajudar muitas pessoas.
 
Podemos escolher sermos infelizes ou podemos escolher fazer o que amamos, com paixão e ajudar a muitas pessoas que precisam do nosso toque especial.
 
Toda escolha vai envolver perda, ganho, dor, alegria...
 
Amanhã eu tenho sessão com a minha Coach, a incrível Ana Paula Santos, do Clube da Dieta e ela sempre ajuda na tomada de decisões com a técnica de perdas e ganhos.
 
Fica a dica: Toda vez que você precisar escolher algo e sentir-se com o coração apertado, escute seu coração. E também faça uma cruz em um papel e escreva:
 
O que eu ganho se eu fizer isso?
O que eu perco se eu fizer isso?
O que eu ganho se eu não fizer isso?
O que eu perco se eu não fizer isso?
 
Em cada quadrante, discorra sobre ganhos, perdas e foque nos ganhos e coragem!
 
E minha mãe, Dona Celi, que foi minha primeira Coach, ao lado da minha avó Irene (que me ensinou a fazer escolhas focada nas consequências e no que eu daria conta de assumir) me dizia para escolher baseada no que eu não queria de jeito nenhum.
 
Hoje por exemplo, eu não quero de jeito nenhum terceirizar a criação do meu filho e para isso, estou me reinventando profissionalmente na Biblio Ideias e o melhor nisso tudo é que descobri como conectar-me com minha missão e meu propósito e estou podendo ajudar muitas pessoas a comunicarem sua missão e seu propósito para o mundo!
 
Sou grata, muito mesmo a todos que estão colaborando muito para que isso aconteça e desejo que você faça boas escolhas e tenha coragem!

Que tal espalhar o que você faz, sua missão, seu trabalho de forma mais bonita?

 

         Que tal dizer mais bonito?

A comunicação é um processo que depende de vários fatores e o visual é um deles.

Desde que resolvi trabalhar com marketing de conteúdo, percebi que eu precisaria muito de alguém com o dom e o talento de fazer artes gráficas para que o visual pudesse atingir sua plenitude. O conteúdo é muito importante, mas o visual marca, é a isca e atrai novos olhares. Beleza é fundamental! Assim, conheci o Henrique Maciel, que faz nossas artes gráficas como o cartão virtual acima, que compartilhamos no dia 17 e cuida das artes gráficas de nossos clientes e assim nossa missão de ajudar pessoas a comunicarem ideias e negócios tem sido muito mais bonita. Somos gratas ao Henrique!
Temos sido convidados a compartilhar nosso conhecimento em palestras e temos conhecido muita gente boa, com missão e propósito e que gostariam de comunicar seu negócio de forma mais bonita também.

Pensando nisso, temos uma novidade para você, serviços que nossos clientes podem contratar com preços especiais e que pode também ajudar a quem ainda não tem o pacote Tripé Criativo da Biblio Ideias.
 
Kit comemorativo/evento  Facebook e Blog - capa topo e cartão -  R$ 120,00
Kit comemorativo/evento extra  Facebook e Blog para clientes Pacote Tripé Criativo -  R$ 50,00
Fundo personalizado para blog  –  R$ 80,00
Fundo personalizado para blog para cliente Tripé Criativo - R$ 50,00
Fundo para loja Tanlup   R$
90,00
Fundo para loja Tanlup Cliente Tripé Criativo - R$ 60,00
Kit personalização Face + blog + Tanlup  – R$ 260,00

 
Kit personalização Face + blog + Tanlup Cliente Tripé Criativo - 230,00
Logomarca/logotipo - a partir de  550,00
Logomarca/logotipo clientes Tripé Criativo - a partir de 450,00
Artes promocionais/comemorativas - 45,00
Artes promocionais/comemorativas extras cliente Tripé Criativo- R$ 20,00

Arte para Tags R$ 45,00
Arte Tags cliente Tripé Criativo R$ 35,00

Contrate por e-mail: biblioideias@biblioideias.com 


Beijocas,

Marcelle Rebelo
__________________
Biblio Ideias

terça-feira, 19 de maio de 2015

Que tal aprender sobre finanças?


Vai começar um encontro virtual (online e 100% gratuito) com 20 palestras para te ajudar a organizar sua vida financeira, ter sua independência financeira.

Esses seminários online (webinars) tem sido uma boa forma para estudarmos. Eu e Flavia estamos estudando muito e participando de seminários online para estarmos cada vez mais preparadas para atender, dar suporte e colaborar com o processo de cada cliente.

Compartilhamos com vocês esse evento e te esperamos lá!

Vamos trocar muito!

Clique AQUI e inscreva-se!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Novo feminismo, liberdade de escolha, #manifesto787, Beyoncé, Jout Jout... É tanta coisa que não consigo rotular.

   



Oi gente, tudo bem?

     Como vocês viram, meu post anterior foi uma singela homenagem para minha mãezinha, mas eu tinha outra pauta para essa semana, e o bichinho da criatividade já estava gritando aqui dentro, pedindo pra ser colocado novamente na roda, pra falar de um assunto que tem me tocado bastante. Por isso, essa semana tem post extra (êêêêê. Aplausos, chapeuzinho de festa com confete). Um pouco polêmico, talvez, mas necessário. Quero esclarecer, antes de mais nada, que tudo que vocês lerão aqui são apenas impressões dessa humilde criativa que vos comunica.
     Há algum tempo, venho me envolvendo, quase que intuitivamente, em projetos e iniciativas voltados exclusivamente para mulheres, como é o caso o meu projeto de TCC, que visa facilitar a criação de uma ONG que ajude a gerar renda para mulheres através do reaproveitamento de resíduos de confecções e o #mulheresnocomando, que é um projeto de de suporte e apoio para mulheres empreendedoras. Desde então, venho refletindo sobre o meu papel como mulher na sociedade, na minha comunidade, na minha casa, no meu relacionamento, e principalmente no meu papel como mulher para mim mesma.
     Sempre pensei sobre isso, mas poucas vezes me coloquei a respeito. Não por medo de gerar polêmica, e sim, porque na maioria das vezes eu mesma tinha dúvidas sobre o meu papel, por me ver não como mulher, e o homem como homem, mas por nos vermos como indivíduos, como seres humanos. Esse tal sexismo era algo meio utópico na minha cabeça. Eu nunca vivenciei uma situação onde ganhava menos por ser mulher, ou era tratada de forma diferente por ser mulher. A expressão "primeiro as damas" sempre me soou como gentileza, e não sinônimo de fraqueza. Comecei a trabalhar muito nova, saí de casa cedo e o fato de ser mulher em nenhum momento me diminuiu, ou me tirou oportunidades. Aí você deve estar pensando: "Nossa! Que tapada." E talvez seja isso mesmo. Mas ninguém pode me julgar, porque essa foi a MINHA realidade, e eu sei que a de um monte de gente foi bem diferente.
     De repente, me vejo cercada de pessoas engajadas na causa, com pensamentos muito interessantes, embora muitas vezes radicais para mim. Quando a gente escuta o termo feminista, já associa logo a mulher masculinizada, que não se depila e não quer ter filhos, mas as pessoas que estavam me falando de feminismo eram tão bonitas, e femininas. Então percebi que era hora de me atualizar, e entender que forças eram essas, que brigas eram essas, e indo um pouco além, que diferenças eram essas. 
     Buscando em meus arquivos da caixola, comecei a lembrar das inúmeras vezes que fui assediada na rua com termos grosseiros - eu ODEIO ser chamada de gostosa na rua, com olhares maldosos quando andava de short, por velhos tarados (e por jovens também) e como isso me fazia sentir diminuída, como se eu fosse um pedaço de carne. Lembrei também que quando eu era criança, as pessoas diziam que eu tinha que brincar com brinquedos de menina, me comportar como uma menina, ter modos de menina. Um pouco mais crescida, as pessoas me falavam que quem usava batom vermelho era puta e que os meninos não namoravam com meninas rodadas. Meu Deus! Que raiva eu senti... Como me angustiou saber que esses rótulos eram passados implicitamente, e que inconscientemente eu me condicionei a aceitar imposições a cerca do corpo, da sexualidade e da vida. 
     Dia desses estava lendo uma matéria no site M de Mulher, que falava sobre o novo feminismo e a importância da liberdade de escolha. A matéria contava que a Beyoncé é uma representante dessa corrente, com uma banda formada só por mulheres e homenageando mulheres, com uma música que diz que quem manda no mundo são as garotas, no maior estilo girl power. No entanto, a Beyoncé tem sido criticada por feministas radicais, que dizem que posar sexy, pintar o cabelo de loiro e ter um show entitulado com o sobrenome do marido vai contra o que o movimento defende. A matéria levantou uma questão bem bacana. MAS POR QUE NÃO PODE? Sou mulher e quero ser mãe, sou mulher e tenho um companheiro incrível, por quem sou apaixonada e vivo em harmonia e sem competições pra saber quem manda em casa. Sou mulher, e pinto o cabelo de loiro, não por padrão de beleza, mas porque me sinto linda loira, e ponto.
     Ontem, quando eu estava voltando da aula, Thompson me mandou uma imagem do Instagram com a hashtag #manifesto787 , de meninas usando uma camiseta com a frase "Porque eu não sou obrigada". Achei incrível e fui ver do que se tratava. Em conversa com o pessoal da marca 787 shirts, criadora do manifesto, eles me explicaram que essa ação tinha como objetivo mostrar que ninguém é obrigado a nada nessa vida para ser feliz e se sentir bem. Ninguém é obrigada a ser loira, mas se quiser tudo bem, ninguém é obrigado a ser alta, magra e de olhos azuis para ser linda. E é isso, gente! Ninguém é obrigado a estar sempre arrumada, impecável, com os cabelos da Gisele. Ninguém é obrigado a casar, ter filhos, ser rico, ser heterosexual, mas se quiser, qual o problema? O importante nisso tudo é ter liberdade de escolha, e mais importante ainda é respeitar a liberdade de escolha do coleguinha. Como diz a Jout Jout, vamos nos amar virtualmente. Hehehe.
     Pelo direito de usar a roupa que eu quiser, sem ser devorada pelos os olhos de homens imaturos que parecem nunca ter visto um par de pernas desnudas, pelo direito de usar batom vermelho, azul ou roxo, sem ser taxada de piranha, pelo direito de ser rodada, redonda ou quadrada. Pelo direito de ter quilos a mais, ou a menos, pelo direito de me sentir linda loira ou morena, enfim, pelo meu direito. Essa é a minha luta. 
     Além dos links que deixei por aí, tem um vídeos da Jout Jout, que e uma menina incrível, e se você não conhece, tá perdendo. É um vídeo lindo que acho digno de ser compartilhado, porque ele toca fundo na ferida. Fala sobre relacionamentos abusivos, mas veja bem: embora o vídeo fale de relacionamentos afetivos, eu estou falando de relacionamentos no geral. Vou deixar aqui embaixo. E o clip da Beyoncé pra dar uma animada no dia também. E por hoje é isso. Beijo, gente.

     A gente se vê... ;)













     
    

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...