sexta-feira, 3 de julho de 2015

E para Flavinha o Céu e o Universo conspirando a favor dela!


Querida Flavia Rebello, nossa integrante criativa, minha prima gêmea linda de coração, hoje é seu dia e desejamos a você tudo de bom, nessa fase em que você termina seu curso de moda, começa como  integrante criativa escrevendo conteúdo para mídias sociais, empreendendo sua marca de moda infantil, na produtora de conteúdo e vídeos, mãe de cachorro e gatos, esposa de criativo, super tia, super filha, enfim...te admiro em várias esferas que você atua, em vários papéis que você assuma!!!!

Tudo de bom e muito mais para você, na sua renovação de ciclo, no seu Reveillon Pessoal!

Feliz aniversario Flavinha!!!



Que visual! E para você que vai viajar, dicas de look para ter sucesso, por Lu Valente



Numa viagem a negócios, praticidade é palavra de ordem. Viajar com roupa a mais na bagagem além do peso pode deixá-las amarrotadas. Precisamos também pensar em compromissos de lazer, como um coquetel e é essencial que se pesquise o clima do destino da viagem!
Uma dica importante é sempre investir em peças com tons neutros, fáceis de combinar, e tecidos que não amassam, como microfibra. Afinal, você não quer ficar passando roupa em Hotel, não é mesmo?
Para as mulheres:
1)    A sugestão é escolher saia ou calça coordenadas a um sapato por exemplo, calça preta com scarpin preto, saia lápis cinza com sapato preto

2)    Usar acessórios mais visíveis como colares, anéis, brincos e lenços são boas saídas para diversificar o look.
     3) Calça social com tecido de algodão com corte mais ajustado, traz a alfaiataria para uma roupagem mais atualizada e, dependendo da parte de cima combinado, pode ser usada tanto de uma maneira mais casual como mais formal. A segunda opção, já para um ambiente mais informal, seria uma calça de sarja comum, que é bem casual, mas ainda mais elegante que o jeans.
Sugestão de itens para montar a mala de mulheres:
- 1 terninho de microfibra preto/ calça de sarja para um ambiente menos formal
-  2 camisas de cetim ou alfaiataria, branca ou colorida
 - 2 camisas de malha fria
- 1 calça jeans básica escura (para os momentos menos formais)
- 1 vestido tubo preto (para coquetéis)
- 1 par de mocassim preto ou marrom escuro confortável
- 1 par de sapato de salto alto
- 1 bolsa grande bege ou preta
- 1 bolsa pequena, carteira de mão


Dicas para os homens:
1)    Para aqueles que precisam usar um traje mais formal, a dica é levar somente um terno e um par de sapato social. Pensando em diversificar a cor da camisa, ternos cinza ou marinho podem ser mais versáteis do que o próprio preto;

2)    Gravata mais imponente (puxando para o vermelho);

3)    Para os profissionais que trabalham em ambientes mais descontraídos, como nas áreas de cultura, marketing etc, um jeans ou uma calça de sarja escura pode substituir a calça social. O importante é que o jeans seja sempre mais sóbrio: escuro e sem muitas interferências de lavagem, com desgastados.


4)    Quanto às camisas, sendo um ambiente mais casual, pode-se ousar mais em cores. Porém, como ainda é trabalho, é indicado escolher cores menos chamativas. Optar sempre por um blazer avulso, não precisa fazer conjunto com a calça, mas mesmo sendo um traje mais informal, o sapato deve ser sempre social que pode sair do tradicional preto.
Itens imprescindíveis para montar uma mala de homem:
- um terno de cor escura
- uma calça jeans clássica, azul marinho, de boa marca e corte
- um sapato escuro social
- um sapato informal
- duas camisas sociais: - uma camisa de botões, mais informal, para alguma ocasião não planejada
- duas t-shirts ou polos

Boa viagem queridos e excelentes negócios!!!

Vai desanuviar - Dicas para o fim de semana

     Olá pessoal, tudo bem?

     Hoje é sexta, e como de costume, vamos dar algumas dicas para o final de semana.

     Para quem está em Niterói, nossa dica é a exposição em homenagem ao centenário do palhaço carequinha, na Sala Carlos Couto, anexa ao Teatro Municipal de Niterói. A mostra conta a história da carreira do palhaço, através de fotografias, vinis e DVD's e fica aberta à visitação até 28 de agosto.
     Para saber mais sobre a exposição e a história do palhaço, clique aqui.

Divulgação


Serviço 

Exposição "Homenagem ao Centenário do Palhaço Carequinha" 
Abertura: 02 de julho 
Horário: 19 horas 
Visitação: 03 de julho a 28 de agosto de 2015 
Horário: De terças a sextas-feiras, das 10h às 18h; Sábados e Domingos, das 15h às 18h. 
Gratuito 

Local: Sala Carlos Couto – anexa ao Teatro Municipal de Niterói 
Endereço: Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói-RJ 
Tel: (21) 2620-1624 


     Nesse final de semana tem também o concerto Il maestro di musica, ópera cômica em dois atos de Giovanni Battista Pergolesi, nos dias 03, 04 e 05 de julho, sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h. Com direção musical de Priscila Bomfim e direção cênica de José Henrique Moreira, os solistas serão acompanhados pela Orquestra de Câmara da Escola de Música da UFRJ. Os ingressos custam R$ 10 reais. 

A obra Il maestro di musica, composta em 1752, traduzido para o "O professor de música", é um espetáculo pioneiro no gênero buffo, termo usado para descrever a versão italiana da ópera-cômica. O concerto conta a história de Lamberto, um professor de canto, que nutre uma secreta paixão por sua ambiciosa aluna Lauretta, e que sonha em fazer dela uma grande cantora. Mas, em suas vidas surge Collagianni, um rico agente de Nápoles, que também se apaixona perdidamente por Lauretta, e propõe a ela que parta com ele, à procura de uma grande carreira. 
Divulgação

     Para saber mais sobre o espetáculo, clique aqui.

     E para a galera que está do outro lado da ponte, nossa dica é gastronômica. A Feira Planetária é o primeiro encontro de gastronomia e foodtruck do Rio de Janeiro, e desde sua criação vem movimentando a cena gastronômica carioca. 

Foto: Divulgação do Facebook

Burgertopia também estará presente na Feira Planetária, trazendo o Quentão Burger e Milk Shake de paçoca.
Foto: Divulgação Facebook

Desde sua primeira edição em Setembro de 2014, muita coisa já foi aprimorada, a organização proporciona um ambiente familiar, descontraído e bem carioca. Até a edição de Maio/2015 o evento recebeu mais de 80 mil visitantes, foram cerca de 150 mil produtos vendidos e 80 Chefs e Food Trucks puderam oferecer suas delícias a preços atrativos.

Serviço:
Data: 04 e 05 de Julho de 2015
Horário: Sábado 12h as 23h 
Domingo 12h as 21h
Local: Jardins do Planetário da Gávea

Entrada franca**Evento sujeito à lotação**
Para ver o evento do Facebook, clique aqui.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Como aquecer sua rede social em julho? Dicas de campanhas

Papo de Quinta: Só para...


Se você preferir ouvir o podcast e comentar, escute AQUI

No post da semana passada, quando falo do "Sagrado Feminino" (Confira AQUI), recebi vários comentários de pessoas me parabenizando por compartilhar minha história e por se inspirarem e se identificarem e isso me deixou muito feliz. Agradeço a todas que comentaram e compartilharam o post. Essa coluna vai ser um espaço para abordarmos várias questões do universo da mulher, seja ela empreendedora de um negócio, empreendedora de si mesma, galgando uma carreira, empreendendo uma relação, criando filhos e exercendo sua essência feminina e temas do empreendedorismo, de modo geral.

Hoje eu trouxe a questão do espaço e das ideias, na hora em que nós mulheres vamos dar a nossa opinião. 
Na mesa de bar, na mesa de reunião do projeto, na mesa de tomada de decisão com a diretoria de empresa, na roda de amigos...por que parece que quando nós mulheres vamos falar, os homens fazem cara de reprovação, tentam nos cortar de imediato e nos atropelam e isso nos intimida? Nos intimida tanto que começamos a adotar a introdução "Só para...", como se tivéssemos que pedir desculpas pela nossa audácia em dar uma opinião...
Você já se deu conta de quantas vezes você timidamente, antes de dar a sua opinião, à frente do seu parceiro, melhor amigo, chefe, colega de trabalho diz antes: "Só para..."

Por que será que isso ainda acontece? Por que parece que temos o mesmo espaço que o homem, mas parece que somos sempre colocadas à prova e temos que ser excepcionais ou o que vamos falar deixa de ser relevante, por que será que os homens não tem muita paciência para nos ouvir e parece estar sempre sacudindo a cabeça para que pensemos que eles já entenderam e suprimirmos o que iríamos terminar de dizer?
Você se identifica? Como é essa realidade aí na sua vida prática? Seja no âmbito pessoal, seja no âmbito profissional? Conta pra gente nos comentários!

Recentemente eu passei por uma experiência onde realizo palestras e cursos, na ação de endomarketing de uma empresa onde o meu marido também passou a atuar e estar presente.

Eu, que buscava a afirmação e feedback dele, durante as minhas falas, o percebia ansioso, sacudindo a cabeça, como se já tivesse entendido e me dando sinal de que eu estava falando bobagem ou eu estava falando demais, ou que eu estava tomando muito tempo das pessoas...e em um ato de amadurecimento da minha parte, nos eventos seguintes eu resolvi ignorar solenemente e não olhar mais para ele, mas sim para a platéia e para o meu relógio para me certificar de que eu estava dentro do tempo e precisava correr.

Isso me libertou...claro, com quase 40 anos e com 11 anos de relacionamento e muita experiência profissional conjunta e espaços divididos, eu precisei crescer, amadurecer e não fazer disso uma grande briga...mas, resolver de maneira prática, 

Quando somos muito inseguras e precisamos de um feedback de alguém exageradamente e essa pessoa não te dá um feedback positivo ou não te dá feedback, o melhor é parar de contar com esse feedback e buscar outros, ora bolas!

Simplificar a vida e valorizar o que é importante.

Para não ser injusta, por umas duas vezes, eu perguntei ao Rodrigo porque ele fazia aquilo nos eventos, na hora que eu ia falar e ele dizia que estava preocupado com o tempo. Realmente os eventos atrasaram por forças externas, algumas vezes, mas talvez ele não tivesse percebido a sequência de eventos em que ele teve a mesma atitude e talvez não faça por mal, assim como pode acontecer com você em seu universo. Por isso, mais que esperar que o outro mude, minha dica é: mude você! Ocupe seu espaço, venda seu talento, diga que você fez, o quanto você é boa naquilo que faz (invista sempre em você), o quanto seu trabalho é bom, o quanto você é talentosa, porque os homens são acostumados a fazer isso e fazem isso muito bem, são marketeiros de si mesmos e acabam conseguindo a melhor vaga, contam a piada mais engraçada e são mais felizes e ah, tem os melhores salários. E talvez devamos aprender isso com eles e nos valorizarmos mais, cuidarmos da nossa estima, como bem relata a Karin Hueck, escritora, jornalista e editora da Superinteressante, no Hypeness Talks.

O fato da minha situação com Rodrigo ao voltar trabalhar com ele em algumas situações é  que ele não mudou, mas eu mudei...quando de fato, foquei na plateia, no assunto, no tema e me libertei da necessidade de apoio, afirmação e reconhecimento da parte dele. Talvez para ele isso tenha sido bom também, porque eu parei de reclamar, cobrar feedback etc e comecei a vender meu peixe como a minha própria marketeira.

Lógico que amo a cumplicidade e as trocas de olhar e sei que temos muito o que caminhar em nossa relação, principalmente quando temos plateia, quando rolar de olhar para o Rodrigo e ve-lo mandando aquele olhar de "Você está mandando muito bem, ou é a melhor" vou ficar muito feliz, mas não preciso depender disso para viver ou para ser a profissional que eu sou.

Sem querer aumentar a onda de Mi mi mis e sem querer criar um problema entre os casais, na verdade esse post é para gente pensar um pouco sobre porque isso acontece.

Por que a diferença entre os gêneros ainda é tão mega e ruim?
Por que a mulher embora tendo alcançado status, carreira e sucesso não tem o mesmo espaço para se colocar?
Por que parece que os homens são mais brilhantes? Gênios? Inventores?
Por que parece que por trás de grandes homens haverá sempre uma grande mulher, limpando, organizando, mantendo a paz e o equilíbrio para que ele seja gênio e não o contrário?

Não seria bom dividir mais as tarefas, mesmo as que não estão claras, como levar o cachorro ao veterinário, trocar o gás, levar o filho ao médico, manter o calendário de vacina, trocar a roupa de cama, escolher o cardápio, cozinhar, lavar toda a louça, etc?

Assim, o tempo livre, o ócio e a liberdade poderiam ser mais aproveitados por cada um, especialmente nas convivências familiares. Que tal?

Não seria interessante falar com menos medo, tirar o "Só para"...da frente e expressar-se com veemência e dar importância e relevância a quem realmente te reconhece e valoriza? Mesmo que para isso você tenha que mudar de emprego ou de parceiro?

Ou, será que abordar esse tema e chamar atenção para o fato de que homens dominam as conversas nas rodas de amigos, nas mesas de bar e nas mesas de diretoria não abriria mais espaço para que as mulheres se coloquem mais, sem parecer que estão incomodando ou precisem dizer..."Só para...", "Só rapidinho, é que..."

Eu sei que há mulheres avassaladoras, megeras, e que tolem e tiram o espaço de homens brilhantes também, mas estatisticamente, a maioria diz o contrário e essa questão é muito importante e nós mulheres incríveis, cheias de ideia, com muita colaboração e contribuição em várias áreas de atuação e do conhecimento merecemos uma introdução melhor antes de nos colocarmos, do que: "Só para...", você não acha?

Que tal treinar diante do espelho, gravando no celular, boas introduções para anunciar o que você vai dizer, para ganhar atenção e destaque?

Eu me inspirei em uma matéria, que li, senão me engano no Globo...quando achar, coloco aqui na íntegra...quem achar, me manda o link por favor!

Esse post tem duas novidades: o podcast que você ouve (com dois minutos e pouquinho) e é convidado a participar do debate, o vídeo (com cerca de 20 minutos) abaixo que você pode assistir ou colocar para ouvir enquanto você trabalha ou lava a louça e faz uma reflexão sobre essa situação.

Confira o vídeo AQUI




Filmes interessantes para refletir as questões femininas e masculinas no mercado de trabalho, nas relações e na criação dos filhos




Do que as mulheres gostam, com Mel Gibson - sobre uma disputa por uma vaga em uma agência de publicidade







Esses filmes são boas oportunidades de introduzir de forma leva o tema no trabalho e também com o parceiro, em casa e com os filhos.

Minha mãe dizia que nós mulheres somos responsáveis pela educação dos filhos e criamos os homens, então podemos mudar a cabeça deles e o mundo.

O que você acha?







quarta-feira, 1 de julho de 2015

Feliz 2015! Neste ano eu prometo...



Opa! Já estamos no meio dele e o que você prometeu para ele ainda não cumpriu? Ah, que coisa feia! Mas ainda há tempo! Ainda temos outros 180 dias para realizarmos aquelas promessas feitas no dia 31/12/2014.
Se uma delas era não gastar mais do que ganha, atenção! Este mês já vejo várias lojas entrando em maravilhosas liquidações de inverno. Isso mesmo! A estação mal começou e as lojas estão liquidando com descontos de 50%! Peço que analise e reflita bem se realmente precisa fazer esta compra. Aquele casaco ou aquela bota ainda não estão novinhos? Será que é uma compra porque precisa ou não seria por impulso? É só para aproveitar mais uma liquidação ou o tom “marsala” da moda? Atenção aos sabotadores dos sonhos!
Se era pôr as contas em dia: ótimo! Então, espero que tenha procurado seu credor e proposto uma maneira de paga-lo. Esta atitude mostra que tem interesse em resolver a situação o quanto antes e poderá negociar um bom desconto nas parcelas. Importante já chegar para a negociação com o seu valor a pagar possível definido. Mas lembre-se: uma vez assumido o compromisso de quitar esta dívida, por favor, não deixe de honrá-la! Ah, e aqui não vale entrar no cheque especial para pagar o cartão de crédito! Irá só trocar dívidas duplamente caras.
Pensou em aumentar a renda? Infelizmente não temos a capacidade de multiplicação das 24 horas diárias para trabalharmos mais, mas podemos otimizar e escolher bem como vamos usá-las. Sem contar que precisamos e devemos descansar. Algumas opções para aumentar a renda são se desfazer de itens em casa que não usamos, os famosos desapegos materiais. Gosto da opção de explorar nossas habilidades, é até uma formar de relaxar. Se levar jeito para trabalhos manuais, jardinagem, marcenaria, pintura, decoração... podem ser boas sugestões. No começo, pode fazer como permuta com alguns amigos como maneira de divulgação, mas se faz com carinho e bom gosto se tornará uma nova fonte de renda. Outra opção que poucas pessoas conhecem é o “cliente – oculto/misterioso” ou em inglês “mystery-shopper”. Que consiste em se cadastrar em empresas especializadas que são contratadas para avaliar produtos e serviços de forma não identificada e remunerada. Vale a pesquisa na internet.
Pensou em trocar de carro neste ano? Já escolheu modelo, fez teste drive, mas já fez o cálculo de quanto custaria? Não? A matemática, apesar de muita gente ter aversão a ela, pode ajudar. Então vamos a um exemplo:
Seu carro atual está avaliado por R$ 20 mil. O carro que deseja comprar custa R$ 40 mil. Você precisa de R$ 20 mil, porém toda sua reserva financeira é de R$25 mil. Seria suficiente para utilizar na aquisição do carro, mas depois não teria nenhum outro recurso para futuras emergências de curto prazo. Vamos considerar que o seu carro atual está bom, você só quer um carro mais novo, mais moderno e que poderia esperar um pouco para trocá-lo. Não é recomendável que use todo seu recurso para a compra do carro. Então não vamos usar toda a reserva. Suponhamos que usará R$ 5 mil do que tem guardado, e se sua capacidade de poupança mensal (aquilo que pode guardar do seu salário por mês) for de R$ 1.500, sendo este valor aplicado em investimento de baixo risco (ex. título público federal), descontando inflação e imposto de renda, em 10 meses teria o valor suficiente para comprar o carro. Ou seja, ainda não será em dezembro de 2015 que poderá trocar de carro de acordo com este exemplo. Mas com estes cálculos terá uma ideia que em abril de 2016 já poderá aproveitar o Feriado de Tiradentes com o carro novo!
Para casos como este que precisamos fazer o planejamento financeiro. Isto evita assumir compromissos indevidos e frustrações não dando passos maiores que nossas próprias pernas. Há casos onde esta frustração desencadeia ainda mais consumo desnecessário e compulsões, tornando a pessoa extremante desequilibrada emocional e financeiramente. É bem sério!
É muito ruim chegar ao meio do ano e checar na nossa lista de promessas e resoluções de início de ano que quase nada daquilo foi feito. Para muitas coisas bastava apenas uma atitude simples de sentar e por no papel ou numa planilha quais são os seus sonhos, metas, em quanto tempo você quer cumpri-las, quanto custará e qual é o caminho a seguir. É assim que começa qualquer plano financeiro.
Quando tomamos as rédeas das nossas contas bancárias/financeiras e analisamos quanto de tarifa e anuidade pagamos ou serviços contratados que não temos tempo de avaliar a qualidade, perdemos nosso dinheiro e nosso controle financeiro.
Então proponho que tenhamos um novo feliz 2015 a partir deste mês. Mais conscientes com o nosso bolso, com os custos de cada serviço que nos são prestados e acabamos dizendo: "Ah, não adianta reclamar...!” Vamos sair do comodismo e parar de pagar caro por maus serviços! Vamos valorizar o nosso suado dinheiro!
Então, Feliz Ano Novo!


terça-feira, 30 de junho de 2015

Até onde vão os limites dos padrões impostos pela mídia? (Postado originalmente no Blog Vem Garota, no ano de 2013)

     Oi gente, tudo bem? 

     Semana passada falamos de Plus Size, e revirando meu bauzinho de escritos por aqui, achei um texto antiiiigo, que fiz pra um blog/diário que já nem tenho mais. Esse texto é de 2013 (olha há quanto tempo eu já toco nessa tecla...). Pode ser que eu esteja me expondo além da conta, mas não tenho como falar de amor próprio sem falar de mim, sem falar de como eu o conquistei o meu, e principalmente sem falar do caminho que percorri até conseguir. Espero que isso possa ajudar alguém…

“Quando nascemos fomos programadosA receber o que vocêsNos empurraram com os enlatadosDos U.S.A., de nove as seis.Desde pequenos nós comemos lixoComercial e industrialMas agora chegou nossa vezVamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês.”

     Começo esse post com um trecho da música Geração Coca-cola, do Legião Urbana, que traduz bem o que quero falar. Sei que o assunto é muito delicado, mas o que escrevo é somente a expressão da minha opinião pessoal, e eu uso como base apenas minha história de vida e minha percepção sobre tudo o que passei.
     É bem por aí que a coisa acontece… A gente cresce ouvindo várias coisas que influenciam diretamente no nosso comportamento. O que devemos fazer, como devemos ser, a maneira que devemos agir, o que podemos comer, o que devemos vestir. Tudo isso é imposto, sugerido ou incitado, seja pela nossa família, seja pela sociedade, e em tempos onde a mídia dita a moda e os padrões, pode ter certeza que isso sempre foi uma das minhas maiores dificuldades.
     Sempre fui gordinha, e passei a infância e adolescência ouvindo que eu devia emagrecer, que o normal era ser magra, que eu não podia me aceitar daquele jeito, que não era possível que uma pessoa se achava bonita sendo gorda. Até que muito preconceito depois, resolvi aderir “a moda” e trouxe essa responsabilidade pra mim. Ser magra virou meu maior objetivo de vida. Eu sempre dizia que podia até morrer, mas morreria magra. E como o destino não poderia ser outro, vieram as neuroses, depressões, bulimias e afins. Fase ruim! Mas o pior é que não foi uma vez só...  Ainda lembro das noites insones, da garganta ferida, da culpa, dos batimentos acelerados, e me lembro mais ainda da dor de não poder dividir isso com ninguém.
     Ter a consciência que tenho hoje sobre mim e sobre o meu corpo não foi nada fácil, e me custou bastante dinheiro, não só com tratamentos falidos para emagrecer, mas também com terapia para me curar dessa doença, para me livrar dessa obsessão. Me aceitar como mulherão, bonita e passível de ser amada não foi muito difícil, mas hoje é a minha realidade. E a questão que lanço hoje é: Até onde vão os limites do que é aceitável, diante da imposição acerca do que é belo, esteticamente falando?
     Na minha opinião, ser bonito é ser feliz, é ser saudável, é a gente se amar do jeitinho que a gente é. Estou acima do meu peso sim, mas sou saudável, sou feliz, sou amada, me amo, e isso é o que importa.
     Na onda do “faça isso, faça aquilo, perca peso tenha estilo” (trecho da música ‘A vida é minha’, do Capital Inicial) tenho visto muitas meninas perdendo a saúde, e até a vida, tentando entrar em um padrão, buscando uma beleza utópica e vazia, deixando pra trás o objetivo maior da vida, que é ser feliz. Viraram escravas dos modismos, e perderam a essência e a personalidade.

Foto: Reprodução Plus Model Magazine
     Essa foto estampou uma das maiores polêmicas relacionadas ao mundo da moda. Nela, a modelo russa Katya Zharkova abraça uma modelo anônima visivelmente abaixo do peso. Com com o título “O que há de errado com elas?”, a matéria abre uma discussão sobre o padrão anoréxico repetidamente visto nos desfiles das mais importantes grifes do mundo. Quero deixar claro aqui, que não faço apologia a obesidade, mas desde que se tenha saúde, o importante é se amar e ser feliz.
     Vejam o video a seguir, e tirem suas próprias conclusões, sobre o que é real, sobre o que lúcido, sobre o que é beleza, só não me peçam pra seguir esse padrão e sofrer tudo de novo.





segunda-feira, 29 de junho de 2015

Você não tem tempo para cuidar das redes sociais do seu negócio? Como assim?

Porque recomendo a Ana Paula Santos - Marcelle Rebelo para Ana Paula Santos

Imperdíveis da semana! #almoçocomnegócios



Hoje temos o evento #almoçocomnegócios, as 13:00, online com a nutricionista ortomolecular e coach Ana Paula Santos, do Clube da Dieta.
Ela vai falar sobre os nutrientes poderosos para a saúde feminina.
A mulher que tem TPM, menopausa, corre para lá, para cá, precisa saber como tirar proveito dos nutrientes e equilibrar sua saúde, energia e emoções e obter alta performance.

Vem com a gente?

Clique AQUI

Na palestra online revelaremos o link do hang outs para tirar dúvidas ao vivo com a Ana.

Boa semana!

sábado, 27 de junho de 2015

Gadget tudo de bom - Aplicativos que nos lembram de beber água

     Hidratação é uma coisa séria, mas a maioria de nós, na correria da vida, acaba esquecendo disso, e ao fim do dia, nos damos conta que quase não bebemos água. Muitos por esquecimento, outros por falta de hábito, ou outros por não gostar mesmo.
     Existem hoje, uma série de aplicativos que te lembram de beber água, e ainda calculam a quantidade necessária para você, levando em consideração o peso, a altura, seu estilo de vida e a temperatura do local onde está o usuário.
     Olha só a lista dos aplicativos mais baixados:

1 – Beba Água: informa a quantidade mínima de água de acordo com o seu perfil, e fornece gráficos diários, semanais e mensais para que você acompanhe o seu desempenho.

2 – Hydro: beba água e ajude: te incentiva a beber regularmente a quantidade de água adequada. Tem  calculadora que informa a quantidade de água que o seu corpo necessita.

3 – Beba Água Alarme: te lembra de beber água de tempos em tempos, durante os intervalos definidos por você.

4 – Water Your Body: digite o seu peso atual e o app irá ajudá-lo a determinar quantos litros de água seu corpo precisa todos os dias. Aplicativo em inglês.

5 – Drinking Water: defina o número de copos que você quer beber por dia e o aplicativo irá lembrá-lo durante. Após o consumo, marque cada copo de água. Aplicativo em inglês. 

     Essa semana, o Blog do Clube da Dieta trouxe um post muito legal sobre os benefícios da água, e deu a dica de águas aromatizadas para dar aquela turbinada no organismo. Essa dica vale também para aqueles que acham a água sem graça. :)
     Para ler o post do Clube da Dieta, clique aqui.  


sexta-feira, 26 de junho de 2015

Que Visual! - Dicas de Looks e Acessórios de Sucesso no Mundo Corporativo (por Lu Valente)

     Sexta é dia de falar de dicas culturais, que você conferiu AQUI e também de falar de looks, para que você possa no fim de semana, organizar seu guarda-roupa para aquela ocasião especial, na semana seguinte.

     Agradecemos à consultora de estilo Lu Valente, que nos proporcionou muitas dicas de sucesso no evento online #almoçocomnegócios dessa semana, que você confere AQUI e assumiu a coluna semanal do blog, que você confere agora com dicas de looks e acessórios de sucesso no mundo corporativo.

    Vamos adorar saber o que você achou das dicas, comente! Bom fim de semana!
     

O ambiente de trabalho exige sobriedade no visual porque o que é necessário que fique em evidência é o talento e as habilidades do profissional. É necessário sim um maior destaque em sua imagem, principalmente quando você precisa fechar um negócio ou participar de uma reunião importante, para que ela passe além de credibilidade,  possa transmitir segurança e estima elevada, só assim levará você a obter sucesso!

     Confira as 5 dicas de “certo e errado” para um look de sucesso no ambiente corporativo:

                                                     ERRADO (itens proibidos!):
  • TRANSPARÊNCIA;
  • DECOTE PROFUNDO;
  • MINI SAIA;
  • LEGGINS; 
  • SALTOS MUITO ALTOS E FINOS E SANDÁLIAS ALTAS TAMBÉM SÃO MUITO CHAMATIVOS E SEXY, DEVE-SE EVITAR!



 
                                                     Imagem tudosobrebeleza.com.br


                                              CERTO PARA HOMENS E MULHERES;
  • BLAZER; de bom corte, acinturado e bom caimento;
  • CALÇA DE ALFAIATARIA; cores neutras;
  • Para os homens, RELÓGIO de qualidade, SAPATO ESTRUTURADO e uma GRAVATA DE SEDA;
  • CAMISA DE ALFAIATARIA ou tricoline de algodão;
  • Para mulheres, VESTIDO ESTRUTURADO, tipo tubinho.



                                              Imagem escritório virtual fortaleza


                                                           Imagem dooda.com.br


     Acima de qualquer coisa, é preciso primar pela qualidade das peças.  Pode até se utilizar uma combinação do tipo 'high and low', misturando uma peça mais cara com uma mais barata, mas nunca usar tudo do mais em conta.  Se quiser um look que cause impacto e sucesso, tem que investir! Vale mais comprar uma calça de alfaiataria, por exemplo, com preço em média de R$ 100, e parcelar do que comprar 5 que não vão durar, precisamos focar na economia sustentável, durabilidade do tecido e sofisticação.
     
                        BOM FECHAMENTO DE NEGÓCIOS, SUCESSO A TODOS! 

                                                                                                                         Lu Valente!



Vai desanuviar - Dicas para o final de semana

Como de praxe, sexta-feira a gente dá umas dicas do que fazer com essa maravilha chamada fim de semana, e hoje, a nossa seleção está lotada de passeios culturais 0800, afinal, fim de mês é brabo pra muita gente.

Em Niterói, a nossa dica é exposição que conta a história da famosa "Maldita", ou simplesmente, rádio Fluminense FM, que fomentou o rock dos anos 80, que tocava o que a galera queria ouvir, sem intervalos comerciais, e ainda inovou, sendo a primeira rádio com um time de locutoras mulheres, mostrando assim sua ousadia para a época, e dando passagem para o que hoje chamamos de empoderamento feminino. Monica Venerabile e Milena Ceribelli faziam parte desse time.
A exposição é super interativa, e você pode ouvir as músicas da época, apreciar instrumentos autografados de artistas que tocavam na programação da rádio, e ainda participar dos painéis de entrevistas com a galera que faz parte da história da rádio. No primeiro andar tem posters, capas de vinis e bandas. No segundo, tem uma cabine para tirar foto, como se estivesse no ar, fazendo a locução e mais música para ouvir com diversas playlists.
A rádio era um sonho, uma ideologia, e não era comercial, por isso acabou. Era ao vivo, e já foi até fechada por um bombástica entrevista com Lobão, sobre sexo, drogas, rock and roll e política.
Enfim, é muita coisa para falar, pois a exposição está mesmo incrível. Tem que ver de perto! Então aproveita que ela só vai ficar no prédio dos Correios, em Niterói, até o dia 11 de Julho.

Serviço:

A entrada é franca e a visitação ocorre de segunda a sábado, das 10h às 19h (exceto feriados).
Endereço: Palácio dos Correios – Espaço Cultural Correios.  Avenida Visconde do Rio Branco,  nº 481, Centro de Niterói, em frente à Estação das Barcas da Praça Araribóia.


Foto: Paulo Araújo/Agência O Dia

Foto: Paulo Araújo/Agência O Dia

     Mas se você está no Rio, não pode perder a exposição com obras do pintor Pablo Picasso, no CCBB. A exposição conta com 90 obras do artista, que viram da Espanha e todas são do período do Modernismo. Entre as obras presentes estão "Cabeça de mulher" (1910), "Busto e paleta" (1932), "Retrato de Dora Maar" (1939) e "O pintor e a ,odelo" (1963), além de estudos e esboços para “Guernica".
     Quem for à exposição poderá notar que as telas de Miró parecem conversar com a tela de Picasso, e que os traços de Salvador Dalí, em 1926, já eram influenciados pelas criações de Picasso.
     Está simplesmente imperdível!

Serviço:
Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março 66, Centro
(21) 3808-2020
De quarta a segunda, das 9h às 21h
Entrada franca
culturabancodobrasil.com.br

Foto: Divulgação










LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...