terça-feira, 28 de junho de 2016

O que não usar depois dos 30 (WHAT?)

10354819_853979704622536_110841698543042633_n
Iamgem: jujubasincera.wordpress.com
          Alguns que me conhecem já sabem, outros não, mas desde que meu aniversário começou a se aproximar, o botãozinho do modo ansiedade foi acionado na minha cabeça, e eu estou doida para que esse dia chegue logo. Não pelo festejo, mas pelo marco que essa idade representa. Não que eu queira envelhecer, mas ser balzaquiana, com essa carinha assim de vinte não é pra qualquer um (sorry!).
          O fato é que as vésperas de completar trinta anos, eu me deparo com uma matéria no site do Yahoo, com o seguinte título: "Estilista das famosas diz quais as peças devemos abandonar depois dos 30". Parei, pensei um pouco, e antes de fechar a aba, resolvi dar uma olhada na matéria e descobrir que raios de peças são essas. 
          Gente, fiquei muito chocada ao me dar conta do quão imatura eu era, porque eu tinha praticamente tudo aquilo no meu guarda roupas, e não pretendia me desfazer tão cedo. Na lista tinha jardineira, minissaia, gola boneca, vestido bandage, shorts curtos, cropped... Ahahahahahahaha. Sério agora! O que me chocou mesmo foi o fato de uma pessoa querer ditar o que devo ou não usar só porque fiz aniversário, porque mudei de idade, porque sou trintona. Então, exposto isso, queria dizer umas coisinhas. 
          Primeiramente, não é a minha idade biológica que determina a minha forma de vestir. Acho que o jeito que me visto tem muito mais a ver com a minha personalidade ou estilo do que com idade. E se eu chegar aos 40, me sentindo como hoje, digam ao povo que vai ter cropped siiiim; que vai ter jardineira e shortinho tambéééém... E ninguém tem nada com isso. Está bem? Então tá bom!
          Hoje, prestes a completar trinta anos, não me lembro de ter me sentido tão plena, não me lembro de ter estado tão satisfeita com meu corpo, com meu estado de espírito e com uma tranquilidade assim no meu coração. Acredito que estar bonita, ou se sentir bonita é parte de algo maior. Não é papo de que o importante é a beleza interior não, mas a verdade é que felicidade, satisfação pessoal e paz de espírito refletem no que a gente é por fora e na forma como as pessoas nos vêem. 
          Acho graça dessas matérias apelativas e ditatoriais, mas infelizmente isso vende, porque existe todo um mercado conectado negativamente e que segue a risca determinados padrões, para se encaixarem num esteriótipo sexista e criado única e exclusivamente para vender uma perfeição inalcançável, o que faz com que milhares de pessoas consumam produtos e serviços para chegar ao menos perto do que é imposto. Quando alguém compra a ideia, dificilmente existe um limite saudável para isso. 
          Esse é apenas um dos vieses da questão. Se fôssemos parar para analisar, daria assunto para um livro, de tão complexa que ela é, mas por agora, não vou me alongar. 
          O que eu quero dizer com tudo isso é que se você se sente bem com sua forma, com seu estilo, com você, porque seguir determinadas regras e restrições. É óbvio que se algo lhe incomoda, assim como muitas coisas também me incomodam, sou a primeira pessoa a te incentivar a fazer algo para que fique feliz, bem e satisfeita. Agora, se o que faz é só para se encaixar em um padrão, para de neura e vai ser feliz!!!
          Por hoje é só pessoal, e nos vemos quando eu tiver trinta... :) 



sexta-feira, 24 de junho de 2016

Vai desanuviar!

A sexta-feira chegou, e junto com ela veio a alegria do dia de São João, mas não é só de arraiá que fazemos nossa programação, por isso voltamos trazendo um monte de opções pra todo mundo se divertir nesse final de semana, que aliás, começou cedo pra quem é de Niterói, porque hoje é feriado.
Então, como o pessoal de da Cidade Sorriso já ta no clima de festa desde ontem, vamos começar por ela.

Hoje, pra celebrar o dia de São João, o Areias de Itacoatiara, vai botar todo mundo pra dançar, ao som de muito forró com o Maurício Paraxaxar e Seu Severino. A festança começa às 21, e é garantia de esquentar esse frio que tem feito nos últimos dias.


Também hoje, a partir das 22h, no Convés do Gragoatá, quatro bandas de Niterói (Açúcar Mascavo, Verocais, Morena Morena e Paradoxo Etílico) se reunirão para a realização da primeira MEGA edição do festival de bandas independentes "T R O P I C Á L I X". Ingressos a 15R$ antecipado ou até às 23H (depois das 23H, 20R$).


Amanhã, sabadão, vai rolar show com Marcelo BR80 & The Goles a partir das 21h no Saloon Beer em Itaipú .  No repertório, artistas como Frejat, Nando Reis, Lulu Santos, Zeca Baleiro, Cássia Eller, Paralamas, Legião, O Rappa, Skank entre outros gigantes do rock nacional. Couvert Artístico: R$ 10,00
O Saloon Beer fica na Estrada Francisco da Cruz Nunes, 8575 - Itaipú - Niterói (em frente ao colégio PENSI).


Até o dia 30 de junho os fãs da cultura nerd podem conferir uma mega exposição. O Family Geek Brasil chega ao Shopping Bay Market, com  cosplayers, oficinas de quadrinhos, dubladores, desenhistas e autores. A entrada é franca e o evento acontece no 2° piso, de segunda a sábado, das 11h às 20h, e aos domingos, das 13h às 19h.


Agora, para quem está no Rio de Janeiro, ainda hoje rola o MAR DE MÚSICA em clima junino, a partir das 18h, em celebração ao dia de São João. O Museu de Arte do Rio, o Circo Voador e o FORRÓ DE SANTA prepararam um grande arraiá liderado pelo grupo de forró Mala e Cuia e o dj Darvyn Orlan, e tudo vai rolar no Pilotis do MAR.Vai tocar Gonzagão, Jackson do Pandeiro, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo, Genival Larcerda e mais dos grandes nomes da música popular nordestina. A entrada é gratuita!


Amanhã, rola a Puff Puff Bass a partir das 22h, na quadra da São Clemente. Em comemoração ao primeiro ano do projeto, vai ter Rico Dalassan pra animar a festa! J Além é claro de galeria de arte, exposições de telas, graffiti e muito bass music, utilizando os elementos da cultura hip-hop. A festa traz também os DJs NeguimBeats ( GO - Darker Than Wax), DJ TAMY, Totonete (Puff Puff Bass), VINOZ e o residente e idealizador da festa, Ruxell.


Até o dia 30 de junho, rola o Savassi Festival, festival mineiro dedicado ao jazz e à música instrumental, e que chega à sua segunda edição no Rio de Janeiro. Os ingressos custam até R$ 30 e reúne grandes atrações nacionais e internacionais em apresentações em três espaços: Centro Cultural Banco do Brasil, Departamento de Música da Uni-Rio e a Oi Futuro de Ipanema. Confira a programação completa, os locais e os valores de cada atração no site oficial do Savassi Festival, clicando aqui.

Até o dia 24 de julho, é possível conferir a exposição "Bate-Bola - Rio Carnaval Secreto", no SESC de Madureira. A mostra conta um pouco da história dos tradicionais grupos de  Clóvis ou bate-bolas, que existem desde o início do século XX, e desvenda os mistérios dos homens e mulheres por trás das fantasias. A visitação é gratuita e acontece de terça a sexta, 9h às 21h e | Sábados e domingos, 9h às 17h30.

Bom final de semana, e bora desanuviar!

Viva São João!!!

O balão tá subindo, tá caindo a garoa, o céu é tão lindo e a noite é tão boa... Viva São João!!!

terça-feira, 21 de junho de 2016

Entrevista com a aluna Rejane - Ginástica do Cérebro Niterói

#bibliodicas: Especial Mail Marketing video 3

Sobre recomeçar...


          Não é a primeira vez que tento escrever sobre isso, aliás, não é a primeira vez que recomeços se instauram na minha vida, e acredito eu que não será a última. Acontece que quando a gente é pego de surpresa pela vida, as coisas parecem ser bem mais difíceis do que realmente são.
          Recomeços podem ser vistos de tantas formas... Podem ser vistos com bons olhos, com maus olhos, podem ser vistos de forma positiva, ou negativa. Mas a verdade é que recomeços são chances que a vida nos dá de arrancar as páginas já escritas - muitas vezes mal escritas, e começar de novo, de uma forma diferente.
          Estou exatamente nessa fase. Casa nova, cidade nova, vida nova. Do zero, mas do zero mesmo... Parece assustador, né, e realmente é, mas no fim, acho que isso serve pra tirar a gente da zona de conforto e dar aquela sacudida no que já não andava mais. É hora de avaliar novas possibilidades, repensar os erros, e seguir em frente levando só o que foi bom.
          Tenho medos enormes, expectativas também... Carrego comigo um baú cheio de dúvidas e incertezas dos rumos que a vida insistiu em me dar. Ter fé em algo maior nesse momento é importante. Acredito que não me síria dada uma missão que eu não fosse capaz de suportar. Seja qual for a sua crença, vai por mim, isso ajuda, e muito.
          Andar, sem saber se haverá chão para pisar logo a frente amedronta, não saber o que te espera também, mas na vida é assim: as vezes precisamos de uns solavancos pra gente perceber que novos rumos são necessários. Crescer dói, mudar dói, seguir em frente e esquecer dói. Mas são dores necessárias para a nossa evolução.

         Então, vamos em frente rumo a essa nova jornada, caminhando rumo ao desconhecido, na esperança de conseguir a realização logo ali na frente, carregando na bagagem um bocado de experiência, e muita esperança. #partiuvidanova

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Achados da semana: Gente do bem! (Entrevista com Cláudio Porto, da Street Store SG)




Hoje, a nossa coluna de acha semana vem um pouquinho diferente. Gostaríamos de dividir com vocês algo maravilhoso que descobrimos há pouco: o projeto Street Store São Gonçalo.
Pra quem não sabe, esse projeto é gringo, começou na África e genericamente falando, a idéia consiste em montar verdadeiras lojas na rua, para que pessoas sem poder aquisitivo possam  “comprar”, sem nenhum custo, nessas lojas.

Parece simples, mas não é. Existe todo um mecanismo por trás que faz essa engrenagem girar, desde a captação das doações, triagem, higienização das peças, montagem da loja... Dá um trabalho gigante, mas ainda bem que existem pessoas no mundo como o Cláudio, que trouxe esse projeto para São Gonçalo.
Ele nos respondeu umas perguntinhas, e achamos que assim fica mais fácil entender, sabendo por quem faz, a importância dessa ação:


B I: Para começar, que tal falar um pouco de você e da sua historia com os projetos sociais. O que faz da vida e há quanto tempo está engajado na causa social? Quais projetos já participou?
C P: Meu nome é Claudio Porto, tenho 25 anos, sou estudante de gestão comercial e trabalho como correspondente bancário.

Perdi meu pai a pouco mais de 2 anos e herdei essa vontade de ajudar o próximo dele. Quando criança, nosso sustento era oriundo das vendas de cafifa (pipas) e em diversas épocas do ano, meu pai distribuía gratuitamente essas pipas para as crianças. Quando ele se foi, quis continuar essa tradição, porém as crianças da minha rua tinham crescido (obviamente) e eu não sabia em quais lugares poderia fazer isso. Nesse momento, através de um grande amigo, conheci a LAURA AGUIAR que vem a ser coordenadora do projeto VPGENTE que é uma frente social desenvolvida através do curso VITOR PRÉ VESTIBULAR que presta diversos tipos de assistência social em São Gonçalo. Contei minha história para ela e organizamos juntos uma ação sobre pipas. Organizamos diversos festivais de pipas simultâneos em 12 bairros de São Gonçalo atingindo centenas de crianças e resgatando essa tradição que vem sendo apagada por conta dos avanços tecnológicos. 
Daí pra frente, comecei a participar de todas as ações do VPgente: Orfanatos, asilos, ações no lixão de Itaoca, ações com moradores de rua, etc. 


B I: O que é o Street Store?

C P: A primeira loja gratuita para moradores de rua nasceu na Cidade do Cabo, África do Sul, em janeiro de 2014. Uma grade, alguns cabides, itens de vestuário e um pequeno grupo de voluntários foi o suficiente! Em apenas um dia, cerca de 3.500 pessoas foram atendidas e tiveram a oportunidade de escolher o que gostariam de vestir, como se estivessem em uma loja. Para muitos deles, acostumados a revirar latas de lixo atrás de restos e sobras, esta foi a primeira experiência de compras digna.

O Street Store é basicamente uma loja gratuita de roupas e calçados onde qualquer morador em situação de rua ou qualquer pessoa em situação social desfavorável poderá escolher a peça de roupa e o calçado que quiser.


B I: Há quanto tempo existe o Street Store São Gonçalo? Como surgiu a idéia? Quem te ajuda? Onde é? Por quê?

C P: O Street Store São Gonçalo está sendo organizado há mais de 2 meses. A ideia foi trazida pela Kamilla Assis e pela Lais Adelita. Na época, ambas me chamaram para fazer parte da organização. Em seguida, incluímos a Beathriz  e iniciamos os preparativos para organizar a primeira edição.
Mobilizamos as pessoas nas redes sociais na busca por doações. Fizemos contatos com algumas empresas para conseguir parcerias e vendemos a camisa do evento para arrecadar fundos para custear toda a estrutura (tendas, transporte, material gráfico, etc.)
Nosso grupo é composto por pouco mais de 40 voluntários, todos devidamente cadastrados. A primeira edição será no dia 19 de junho a partir das 09h, no antigo lixão de Itaoca em São Gonçalo. 


B I: Qual a expectativa para o Srteet Store SG?
C P: Para nossa primeira edição, estamos preparados para atender as mais de 250 pessoas que residem nesse bairro. Estamos levando mais de 3000 peças de roupas, mais de 500 pares de sapatos, além de kits de higiene pessoal, brinquedos e livros infantis. 
Nesse dia também estaremos prestando serviços de corte de cabelo (totalmente gratuito), um mega café da manhã para todos os participantes e muita recreação para as crianças do local.


B I: O que te move? Por que dos projetos sociais

C P: Antes das ações sociais, não conseguia superar a perda do meu pai. Com isso, participando de eventos sociais, eu o sinto mais perto, conseguindo transformar a tristeza que sinto pela perda dele em saudade. Depois de participar da primeira ação social, sempre me animo para a próxima. Ver a felicidade no rosto daquelas pessoas não tem preço. Virou rotina dedicar meus finais de semana a outras pessoas. Esqueço dos problemas, me sinto bem e começo a outra semana totalmente renovado. 

Bem gente, histórias assim merecem ser compartilhadas, e depois dessa não precisamos dizer mais nada. A humanidade só melhora diante de exemplos como esse, e é isso que nos faz manter a fé de que para esse mundo ainda há solução. Enquanto encontrarmos outros cláudios por aí, vamos seguir em frente. 
Nós já adotamos essa causa. Ajude também!
Bom final de semana! E lembrem-se: O que te sobra pode ser a única esperança de alguém.











Vai desanuviar!

Oi gente linda,

Chegou a sexta-feira, e a nossa agenda chegou com tudo pra bombar o seu final de semana.

Pra quem está no Rio, hoje, dia 17, a partir das 15h na Praça XV, acontece 'Tour histórias de terror', um roteiro guiado com três horas de duração, traz histórias lendárias do centro do Rio, assim como as lendas urbanas cariocas. O roteiro percorre a Praça XV, Alerj, Rua Primeiro de Março e Arco do Teles, onde os guias terminam o trajeto na mesa do bar. O ponto de encontro é em frente ao Paço Imperial, e a tolerância para saída do cortejo é de apenas 15 minutos. O valor é colaborativo, e cada um contribui como que pode.


Ainda hoje, a partir das 20h, rola o arraiá do Multibloco, nos Arcos da Lapa. As barraquinhas, dessa vez serão aquelas da Lapa que todo mundo conhece, mas vai ter Trio Ventura, Multibloco e Vem cá, minha flor, além de DJs e brincadeiras. A entrada é franca!


No sábado, dia 18, tem festa especial no tradicionalíssimo Viaduto de Madureira. O baile charme mais famoso do mundo abre suas portas para a primeira edição do Baile do Relógio, tocando o melhor dos anos 90 e 2000, com a participação dos DJs da época. J
Ingressos somente na hora: R$ 15,00.

Já no domingo, a boa fica por conta do projeto “Era Noite de São João”, no Beco das Sardinhas. O arraiá dessa vez será armado da Rua da Valinha, a partir do meio dia. Vai ter muita música, brincadeiras, comidas típicas e até passeio guiado pela Região Portuária, que está a cada dia mais recheada de atrações para turistas e cariocas que não conhecem as delícias do lugar.




Ainda no domingo, no Instituto Bennett, no Flamengo, acontece a primeira edição do ano da Feira do Vinil do Rio, dessa vez homenageando Wilson das Neves. Essa edição terá a participação de mais de 60 expositores de todo o Brasil. A entrada é franca, mediante doação de 1 kg de alimento. O início está marcado para às 11h.



Agora, para quem está em Niterói, amanhã, dia 18, das 13 às 18, acontece o Encontro Cultural Niteroiense no Dia da Música, inspirado no festival francês Fête de La Musique, no Skate Park São Francisco. O evento é uma celebração ao dia da música, e foi idealizado por produtores niteroienses. Além de muita música, vai ter teatro e gastronomia também! A entrada é franca.


 

No domingo, acontece a terceira edição do VEGGO, a maior Vegan Fun Fest do Brasil, com barraquinhas expondo e vendendo seus produtos veganos, desmistificando a cultura do veganismo. Além da feira, vai ter aulão de Yoga, apresentações musicais, workshops e bate papo sobre o assunto. A feira acontece na Praça do Rádio Amador, em São Francisco, a partir das 11h. A entrada é franca.


Em comemoração a reabertura do Museu de Arte Contemporânea - MAC, cartão postal de Niterói, três exposições ficarão em cartaz até dia 24 de julho. Os ingressos custam R$10 e a visitação acontece de terça à domingo, das 10h às 18h. São elas: Ephemera: Diálogos Entre-Vistas que traz obras de nomes importantes da arte contemporânea brasileira a partir dos anos 1950; A Arte de Contar Histórias, que promove um dialogo entre arquitetura e sociedade, reunindo artistas brasileiros e estrangeiros inspirados pelas grandes obras literárias latinoamericanas e universais, e Da Escuta da Matéria aos Escombros do Ser, do artista sonoro Marcelo Armani,  é composta por mobiliário escolar (cadeiras), carcaças metálicas de alto-falantes (equipamentos sem membrana de papel) e bases de concretos, onde é possível interagir com a obra, que tem o objetivo de alterar a paisagem e o cotidiano do pátio do MAC, promovendo um diálogo entre os visitantes.


Bom final de semana, e bora desanuviar!


quarta-feira, 15 de junho de 2016

O melhor App de Fotos para IOS e Windows Phone

          Olá!

          Hoje trago para vocês duas dicas em um post, o melhor app de foto, tanto para IOS e Windows Phone. Para começar, vou começar com o primeiro app que usei em Iphone, o Camera+, não é novidade que a câmera do Iphone é impecável, fotos com detalhes excelentes. Mas e aqueles e filtros para deixar a foto com um toque a mais? O Camera+ me ajudou muito. Um app eficiente para ajuste na hora e de um jeito bem fácil.

          Logo após usei o app Aviary Photo Editor, diferente do Camera+ esse app te proporciona ajustes mais técnicos em suas fotos, como correção de cores, contraste e brilho, o mais interessante é que com ele você tem a oportunidade de fazer aquele meme para o Facebook na hora! São tantas ferramentas que você até se perde dentro do app, vale a pena estuda-lo e usa-lo.
         
          Mas o que recomendo a vocês como o MELHOR app, sem dúvida alguma é o conhecido AfterLight.

          Este app é o mais completo de todos, com ferramentas de brilho, contraste, luz, cores, filtros e molduras e varias outras ferramentas para você fazer uma edição básica ou avançada. Um ótimo app de edição que vale a pena ser instalado. Quem não gosta daquela foto linda ganhando vários likes não é?

          Como eu disse, também trouxe o melhor app para Windows Phone, sobre este eu recebi varias indicações e resolvi falar sobre o melhor deles, que se trata do app PicsArt. Este app conta com um menu interativo que agradou muitos que me indicaram, além de possuir varias ferramentas para edição e também para a câmera, com opção de fazer colagem e de procurar imagens. É um app bem diferente dos outros que já usei, pois é fácil de usar, sem contar que para quem tem aquele probleminha com espaço em seu Windows Phone, este app é bem levinho. Então aproveite.




          Então, no próximo post trarei uma surpresa para vocês, então não percam!

Dúvidas? Dicas de post? Me escreve: jonatanamorim@biblioideias.com
Insta: jonatan.photo

Psiu? Conta aí, vai!


E a Biblio Ideias School of Business começa!!! Atenção Criativos, bora pegar esse balão?


Nossa primeira turma será dia 28 de junho, um intensivo de modelagem e orientação para negócios, marketing digital, mídias sociais e dicas para seu negócio alçar altos vôos, mais longe e bem acompanhados!

Vamos nessa?

Faça parte da primeira turma do #empreendecriativo

Vamos te contar sobre o conteúdo e os bônus!

Vá na fan page e saiba mais no evento, também! AQUI

Vamos cobrir ao vivo!


Estamos vibrando de felicidade ao ver duas empreendedoras incríveis se unindo de verdade! Essa integração de clientes e networking vai ser fantástica e tem todo nosso apoio! Vamos cobrir ao vivo! Parabéns Marina Paradanta e Giselle Taouil, sucesso!
#juntosvamosmaislonge

terça-feira, 14 de junho de 2016

#bibliodicas: Especial Mail Marketing video 2

Assista e baixe o presente digital! #papocooperativo - Hang out especial pelo mês da mulher

Tá rolando promoção para casais na Ginástica do Cérebro em Parceria com a Biblio Ideias Customs


         O dia dos namorados passou, mas o mês é todo dedicado aos casais que querem investir juntos em melhorar a inteligência, a performance, a memória, as emoções. 

         A Ginastica do Cérebro chegou à Região Oceânica de Niterói e é um ótimo lugar para você fazer um curso livre. Escolha o horário, as turmas funcionam de manhã, à tarde, à noite ou aos sábados.

      Se você vai casar em breve, está sob pressão, taí uma boa estratégia para relaxar um pouco, criar uma conexão diferente com seu amor. Invista nessa atividade semanal. Duas horas podem render boas descobertas para o casal na aula da Ginástica do Cérebro.

     Se vocês são um casal concurseiro, ou vestibulando ou vão tentar o ENEM também vale a pena investir nessa estratégia para ampliar sua capacidade de memorização


          Casais que investem em inteligência e inteligência emocional com certeza observam muitos ganhos na convivência, no relacionamento e a Ginástica do Cérebro pode ser uma atividade muito interessante nesse sentido, já que objetiva aumentar a capacidade do cérebro para absorver conhecimento, memorizar (lembrar de datas importantes como o aniversário de namoro...rs), lidar com pressão, questões emocionais como o medo, depressão e pode ser muito divertido conhecer o lado competitivo ou intelectual, quem sabe até nerd do seu amor na hora de mandar bem no Soroban (calculadora Japonesa, o Ábaco) ou nos jogos e desafios!

          Super recomendamos!

        Gostou? Agende já uma aula experimental com a Pedagoga e Neurotrainer Marina Paradanta - 21-97175-7730 e os casais inscritos em junho irão concorrer a um par de canecas da Love Collection, desenvolvida pela Arquiteta, Designer e Artista Maria Dolores de la Sagra.


Lembra da ação que participamos como voluntários? Fizemos esse vídeo a ser exibido em um concurso de ações sem fins lucrativos! Itacoatiara Clean up - Limpando a Praia

Por que eu preciso do feminismo mesmo?

Imagem: Site Feminismo Libbertário
          Dia desses conversando com um conhecido, ele me questionou sobre o porque de eu ser feminista, deixando um ponto de interrogação quanto a necessidade e a legitimidade do posicionamento, alegando aquela velha história da diferença de força entre homem e mulher, biologicamente falado. É incrível que em pleno 2016 os conceitos de igualdade e de equidade seja interpretados. É incrível que em 2016 as pessoas ainda achem que eu quero ser como um homem, enquanto o que eu quero é ter equidade de direitos.
          Então resolvi escrever sobre o assunto, porque assim como ele muitas outras pessoas têm essa “dúvida”, e acham que feminismo é mimimi de mulher mal amada ou, desculpem o termo, “mal comida”. E não é por aí não.
          No meu caso, o feminismo veio como tábua de salvação, pois em meio a tantos abusos sofridos ao longo da vida (reitero que abuso pode acontecer de várias formas), me vi sozinha, sem ter com quem partilhar algumas dores e revoltas. Vi no feminismo uma forma de compartilhar minha história com outras minas em situação similar, e que não sabiam como agir, ou não tinham coragem de agir, diante de determinados fatos. Quando me engajei no feminismo, de alguma forma sentia que precisava mostrar que abuso não é normal, e que não, nós não vamos fica quietinhas.
          Mas voltando ao fato questionamento do meu conhecido, eu fiquei pensando naquilo, e resolvi pesquisar sobre os motivos que levam as minas a engajarem no movimento, e achei um texto incrível do blog Women Against Patriarchy, que não cita um motivo ou dois, cita 99 motivos pelos quais o feminismo é necessário.
          Analisando um a um, por mais que muitos pareçam óbvios ou idiotas aos olhos de muitos, cheguei a conclusão de como precisamos lutar por tudo, por menor que pareça a causa.  Aqui, vou passear por alguns apenas e vocês vão entender esse sentimento que me tomou, de tristeza e revolta, pela banalização do ser mulher.
·         Eu preciso do feminismo porque filmes, livros e novelas romantizam abuso e pedofilia.
·         Eu preciso do feminismo porque o Estado manda no meu corpo.
·         Eu preciso do feminismo porque sou culpabilizada pelas atitudes de meus agressores.
·         Eu preciso do feminismo porque tenho medo de sair de casa e ser estuprada.
·         Eu preciso do feminismo porque não tenho oportunidades de emprego, nem salários iguais aos homens mesmo tendo a mesma formação.
·         Eu preciso do feminismo porque eu devo competir com as minhas irmãs. (leia-se rivalidade feminina)
·         Eu preciso do feminismo porque a sociedade impôs padrões estéticos que jamais serão alcançados.
·         Eu preciso do feminismo porque acham que lugar de mulher é na cozinha.
·         Eu preciso do feminismo porque disseram que eu não podia fazer sexo quando eu tivesse vontade.
·         Eu preciso do feminismo porque disseram que eu estava pedindo.
·         Eu preciso do feminismo porque as poucas mulheres na política brasileira são julgadas pelos seus corpos.
·         Eu preciso do feminismo porque me fizeram acreditar que eu não sou capaz de cuidar de mim mesma.
·         Eu preciso do feminismo porque mulheres são estupradas e não denunciam por medo ou vergonha.
·         Eu preciso do feminismo porque a síndrome de Estocolmo é comum.
·         Eu preciso do feminismo porque crianças são desde cedo sexualizadas e incentivadas a serem opressores e aceitarem ser oprimidas.
·         Eu preciso do feminismo porque homens matam em nome do “amor”.
·         Eu preciso do feminismo porque as mulheres foram apagadas na história mundial.
·         Eu preciso do feminismo porque confundo relacionamento abusivo com amor.
·         Eu preciso do feminismo porque sou julgada como sexo frágil.
·         Eu preciso do feminismo porque aplaudem estupro.
·         Eu preciso do feminismo porque mulheres trabalham fora e dentro de casa.
·         Eu preciso do feminismo porque disseram que só sou mulher se tiver um filho.
·         Eu preciso do feminismo porque classificam mulheres em “para casar” e “para transar”.
·         Eu preciso do feminismo porque mães perdem a identidade ao dar a luz.
·         Eu preciso do feminismo porque homens usam a desculpa “foi uma piada” para misoginia.
·         Eu preciso do feminismo porque mulheres são hipersexualizadas em todas as expressões artísticas.
·         Eu preciso do feminismo porque sofro violência obstétrica.
90. Eu preciso do feminismo porque não sei cozinhar, então não posso casar.
·         Eu preciso do feminismo porque a publicidade lucra em cima do meu sofrimento.
·         Eu preciso do feminismo porque vejo mulheres reproduzindo machismo e isso machuca.
·         Eu preciso do feminismo porque se incomodam mais com as feministas do que com a violência contra a mulher.
·         Eu preciso do feminismo porque comemoram o dia internacional da mulher sem ao menos saber por que ele existe.

          Não deixem de ler o post com os 99 motivos aqui, e reflitam! E pra terminar, deixo uma frase da Clarisse Lispector que traduz muito meu momento: “Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome.”

#bibliodicas: Especial Mail Marketing video 1

Inspiração do dia! O que você sabe, você pode ensinar - Rafa Cappai - O empreendedorismo criativo que muda o mundo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...