sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Se anima, põe em prática e publica no instagram com #biblioidicas DIY: Decoração FÁCIL de Halloween - 5 ideias! | ft. Thais Wandrofski

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

PAPO DE QUINTA: Sim, eu amo dinheiro!


Oi, tudo bem? Hoje é dia de bater o nosso PAPO DE QUINTA e a partir de Setembro, resolvi fazer uma coluna mais autoral dando o meu ponto de vista sobre o empreendedorismo, na prática, sem firulas ou maquiagem...que é como eu trabalho no dia-a-dia.
Eu já contei para você em dois posts anteriores como foi que comecei a trabalhar para mim mesma e abri mão da estabilidade do mercado formal. Você pode conferir AQUI e hoje vou falar sobre algo muito importante: Dinheiro! Sim, eu AMO DINHEIRO e esta moeda de troca, ou seja, esse recurso é uma forma de contabilizar a energia que se gasta, fazendo o seu trabalho e depois essa energia em forma de quantia, metal e papel circula te ajudando a realizar sonhos, a pagar suas contas, a cuidar de você e de quem você ama .
Talvez algumas pessoas tenham uma impressão, pelo meu jeito LIVRE, desprendido, meio Hippie, de que eu não gosto ou não preciso de dinheiro, mas eu digo que sim: Eu AMO DINHEIRO e separo muito bem as coisas.
Hoje, no mundo do empreendedorismo muito se fala em fazer o que se ama, viver com menos para não ter que se matar de trabalhar e tudo mais. Ok, eu confesso que tenho feito escolhas profissionais muito mais baseadas no que sei e gosto de fazer do que no quanto vou ganhar.
Mas nem por isso vivo de brisa ou vento e não me alimento de luz. Então, para que meu negócio seja um negócio e não um Hobby...preciso cobrar pelo meu trabalho.
Tem duas situações que gostaria de dividir com você e te convidar a refletir: 

1- Sim, eu optei por uma vida "alternativa", mas não significa que meu trabalho não tenha valor. Conheço muitos profissionais autônomos, dentistas, nutricionistas, tatuadores, que vivem do que sabem e amam fazer e estudaram para tal. Especialmente quem vende serviço (como no meu caso) é difícil achar o resultado da equação, porque somos limitados pelo fator TEMPO e podemos atender, dar aula, criar conteúdo dentro do que conseguimos produzir no dia e ao conhecer nossa capacidade de produção, enxergamos o máximo de dinheiro que conseguiremos ganhar caso tudo esteja 100% funcionando e a agenda lotada. O marketing digital e o empreendedorismo digital aponta ser o melhor caminho. Bem como a estamparia virtual, no meu caso, claro.

2- Sempre soube dentro do meu coração que educar uma criança requer tempo e sempre enxerguei o tempo como o maior bem que temos, porque o tempo não volta.

Você pode recuperar dinheiro, mas tempo, você  não recupera. Então, minhas escolhas profissionais vem sendo baseadas nesse conceito. Mudei minha forma de trabalhar quando precisei cuidar e educar minha irmã mais nova, ao ficarmos órfãs e agora, com o nascimento do Miguel. Mas, o melhor dos mundos é conciliar as demandas de mãe, mulher, esposa e profissionais. Reduzir e fazer escolhas, não significa que não dou valor ou não me importo com dinheiro. Por isso, trabalho, para que o cliente receba o que contratou e meu trabalho seja valorizado e possamos trocar essa energia, que é muitas vezes, no meu trabalho existente em forma de escambo ou permuta ou de forma materializada em notas com valor, ou seja, dinheiro.

Eu trabalho com comunicação digital, orientação para negócios, imagem e sei que muitas vezes expressei crenças limitantes e talvez tenha passado a imagem de que sou livre e dura...ou seja, sou dona do meu tempo, mas pago o preço de não ter dinheiro por isso.

Na verdade, o conceito de VALOR e o que é importante tem mudado em muitas esferas e tem crescido o número de pessoas que se auto designam nômades digitais. Se pararmos para prestar atenção, trabalhamos para termos coisas, realizarmos sonhos e muitas vezes, nos vemos comprando coisas que nem precisamos de verdade, para nos compensarmos, com a antiga do desculpa do: "Eu mereço". Quando começamos a perceber que trabalhamos muito para pedir um delivery, que pode ser gostoso à primeira vista, mas é cheio de coisas que te roubam a saúde...você começa a perceber o valor de preparar sua própria comida...e tem gente que embarca numa até de criar ou cultivar a própria comida. A sociedade está mudando e desde o CONAMÃE,  me identifiquei com um grupo de pessoas que pensam e vivem como eu, como nós aqui em casa. E isso foi um grande achado para mim! Porque parei de me sentir uma ET.

Quando a gente trabalha para pagar sapatos caros, roupas caras, que nem duram tanto assim ou você enjoa delas antes que acabem...acontece! rs Ou seja, você percebe que pode andar descalço o dia todo, pisar na areia e que pode usar um sapato, bom, confortável, mas escolhe não ter todas as cores desse sapato e não viver escrava de dívidas!

Tem sido libertador isso para mim! Mas, ainda assim, há coisas que quero proporcionar, como uma educação de qualidade, ter um split para trabalhar confortável no calor, as  minhas sonhadas cadeiras Eifell, o aquecedor da minha cozinha, liquidar dívidas, custear minha pós graduação, fazer cursos, dividir conhecimento e ter uma vida que eu mereço, num ciclo de abundância e viver de forma mais tranquila, viajar, ter meu carro, custear minha licença de motorista, ter um bom plano de saúde. E essas coisas se pagam com dinheiro. Não vou conseguir fazer permuta com tudo e com todos, então, o equilíbrio é importante. O dinheiro já simbolizou para mim (olha a crença limitante aí!) a minha "prisão" ou fazer um trabalho que eu não queria fazer ou trabalhar onde eu não queria trabalhar, mas hoje, eu enxergo o dinheiro como algo super positivo e leve e transformador na minha vida! 

Isso acontece com você? É difícil e tem dias que pensar em abundância vivendo a escassez ou lidar com o projeto que acabou do nada, o cliente novo que não fechou e a encomenda que não vingou e as contas para pagar é assim, DESESPERADOR...o empreendedorismo não é fácil e não é para todo mundo e não tem problema se você optou por voltar para o trabalho formal. Não sou contra o trabalho formal.

Você pode empreender sua carreira, sua empresa, sua biblioteca, sua escola, sua loja, seu negócio...mas, tem que estar feliz! Tem que fazer o que ama, ou lidar com o que faz até conseguir fazer o que ama (isso também acontece e fiz isso dos 13 aos 35, hoje estou com 41).

Dá uma olhada nesses vídeos, que super complementam as ideias desse post sobre dinheiro, sucesso, fazer o que ama:



Melodia Moreno, Baiana, mora em Los Angeles e é coach de mães empreendedoras no Brasil e em vários lugares do mundo. Ela dá dicas massa sobre como lidar com o dinheiro e a abundância e como acabar com crenças limitantes. De uma forma simples, para mim e para você!



Fê Neute e a sua mudança de uma vida bem sucedida em uma empresa e o projeto FELIZ COM A VIDA e o VIDA DE EMPREENDEDORA. Como um hobby pode virar uma profissão e como lidar com dinheiro, as escolhas de vida. Ela é nômade digital.

Conta aí o que achou!

E eu sou grata pela vida que eu vivo, pelo meu trabalho e sabe quem começou a plantar essa sementinha em mim em uma fase em que eu era super workaholic? Minha prima Erica Rebello (Gratidão, Flor...a sementinha floriu, Miguel nasceu e a família sorriu e vive no amor)



segunda-feira, 3 de outubro de 2016

O NEGÓCIO É O SEGUINTE: Quer atrair novos clientes? Promova o EXPERIENCE DAY!


Flavia Rebello nossa criativa feliz da vida quando ganhou o jogo da memória da Ginástica do Cérebro, entregue pela Marina Paradanta. Flavia participou de uma ação virtual no webinário oferecido pela Ginástica do Cérebro, Unidade Piratininga Niterói.



Sabe aquele cafezinho que você prova no supermercado e acaba comprando o pó de café? Experimentação, degustação faz parte do marketing e você precisa levar isso para seu negócio.
Aqui na Biblio Ideias temos a felicidade de escolher os projetos que acreditamos e normalmente somos clientes e fãs dos produtos e serviços dos quais divulgamos e fazemos o marketing digital. 
Isso começou intuitivamente e para facilitar o pagamento por parte dos clientes, que são empreendedores de pequenos negócios, que não podem ter um departamento de marketing e nem arcar com uma consultoria cara, então mesclamos permuta com um valor pago mensalmente.
No fim das contas, percebemos que isso é ótimo para que a gente possa sentar no lugar do cliente, sentir como o cliente se sente e assim podemos dar feedback incríveis, colaborar com sugestões para mudanças e atrair os parceiros corretos para ações conjuntas e soma de esforços que valem a pena e atraem resultados incríveis.

Muita gente pode não entender o conceito do que você vende, qual a diferença, o que está por trás. Por isso, é super bacana usar as redes sociais para divulgar um dia de experimentação, abrindo para inscrição e até limitando vagas. Ou, caso seu negócio permita, tenha uma aula experimental. Na Ginástica do Cérebro, unidade de Piratininga, Niterói, a Pedagoga Marina Paradanta sempre recebe novos alunos para uma aula experimental. Ela passa um vídeo fantástico, de 5 minutos, que explica o conceito do método e leva o aluno para a sala de aula, assim ele pode sentar-se, tocar nos materiais, conhecer um pouco do método e decidir se quer voltar para ser aluno.


No #biblioideiasexperience, levamos clientes e parceiros para conhecer a Ginástica do Cérebro. Essa é uma forma de entender se a parceria é realmente interessante e como abordar os clientes para indicar no plano de fidelidade entre as empresas, por exemplo, no caso da Ginástica do Cérebro em parceria com Tao Fisio.

No Styllus Coiffeur, você pode agendar seu teste de coloração, teste de química de alisamento e também teste de penteado para casamento e festas importantes. Você paga um preço de custo, praticamente para o teste de penteado e maquiagem.


Eu e Flavia somos clientes do Styllus e faz toda diferença ter a hidratação e os produtos profissionais semalmente. Evita frizz, volume desnecessário e os cortes são divinos. Fica fácil falar de algo que experimentamos e conhecemos.

No Colworking e Café tem sempre o #colworkingexperience day e você pode inscrever-se para trabalhar por um dia em um ambiente coletivo e esse conceito vem sendo cada vez mais usado para que as pessoas realmente conheçam e tirem todas as dúvidas antes de decidir contratar seu serviço ou usar seu produto. Amostras grátis e degustação de seus produtos são primordiais.



Como promover experimentação de serviços? 

Você pode escolher um dia específico por mês ou por período e abrir para inscrição para que conheçam seu trabalho, ou promover workshops ou eventos para reunir pessoas indicadas por clientes, amigos e parceiros. 

Se você não quiser fazer algo grandioso ou com data, faça sempre que tiver oportunidade. Por exemplo, se você é fotógrafo, tenha sempre sua câmera com você ao frequentar algum evento. Se você fizer de 1-5 fotos e colocar sua marca d'água, marcar o fotografado, estará dando uma excelente amostra grátis do que você faz e trabalhando seu nome, por exemplo.

Existe uma linha tênue entre permitir experimentar e fazer tudo de graça. Você sabe a diferença? Vamos falar sobre isso em um post, sobre os influenciadores.

Você permite que as pessoas experimentem o que você vende? As pessoas compram experiências, ou seja, quanto melhor atendidos elas sentirem-se, mais fãs da sua marca elas serão, o que facilitará que ela recomende sua empresa.


O negócio é o seguinte: Abra a mente, as possibilidades e permita trials, amostras grátis e degustações do que você vende! Depois conta como isso impactou seu negócio!



sexta-feira, 30 de setembro de 2016

IMPERDÍVEIS DA SEMANA: Ajude gatos de rua com a linha Love Cat - compre online


Ontem foi o #catloversday, dia de mostrar o amor pelos gatos na internet. Gatos são perseguidos e sofrem maus tratos por puro preconceito e por se reproduzirem sem controle e gostarem de andar pela rua. Então, há ONGs e iniciativas privadas de proteção aos felinos.
Conhecemos uma veterinária incrível, a Cintia Fintelman e a nossa parceira Luciana Melo da Sarah Semi joias, que são protetoras de gatos. A Cintia atua em uma ONG em Niterói e a Lu, recolhe gatos de rua, leva a veterinários e arca com os custos dos cuidados médicos. Bem, pensando nisso e conversando com a criadora da Love Cat, estampa linda e exclusiva da Biblio Ideias Customs, a Maria Dolores de la Sagra...decidimos deixar parte do lucro desta coleção para ajudar iniciativas voluntárias de proteção aos gatos.

Antonio, resgatado pela Lu Melo, da Sarah Semi joias, rodando de carro com ela para tomar os medicamentos e ficar em observação.


Capa de celular, pode ser na cor que você quiser. Só mandar mensagem na Biblio Ideias Customs, na Tanlup. Compre AQUI a caneca, camiseta ou capa de celular com Love Cat, por Maria Dolores de la Sagra para Biblio Ideias Customs.


Petiscos e cuidados para o Antonio, por Luciana Melo.

Somos marcas pet friendly. Quer juntar-se a nós nessa iniciativa? Vamos juntos!

Dia da secretária!!! Dicas valiosas de aplicativos, presente para download, sugestão de presentes e muito mais!


Hoje é dia da secretária!!! 

Para comemorar, algumas dicas bacanas:

Apps para facilitar sua vida, aumentar sua produtividade:

Audio Memo Free para iOS e Android para gravar áudios, reuniões e listas.

Skitch para anotar suas ideias ou anotar coisas na correria, livrando-se da dificuldade de teclar em teclado pequeno ou com o corretor atrapalhando.

Lemon para prestações de conta e integração com o Visa ou Mastercard

Triplit para roteiros de viagem, para não ficar só no Business..mesmo com pouco tempo.

Easy Deliver para produtividade

Run run it para produtividade e coordenar tarefas e projetos

Slack para cumprir funções que o Skype e o WhatsApp cumprem, mas podendo também usar no notebook, celular e recuperar trechos de conversas e ter grupos por projeto.

Dropbox (tem versão para a empresa) - sincroniza suas informações em vários dispositivos, facilmente e se você perder o notebook ou acontecer algo com ele, tá tudo salvo! Você consegue compartilhar com seus pares e com seus líderes, relatórios, documentos importantes. Existe a versão para empresa. Sugira! Quem sabe o caos com documentos não termina?
O Google Drive não sincroniza como o Dropbox.
As versões gratuitas tem pouco espaço. Vale ter uma conta paga.

Evernote para escrever e compartilhar atas, relatórios, prestações de contas, projetos. Funciona como nuvem e você acessa do smartphone, tablet ou notebook.

Além dos aplicativos, você pode baixar gratuitamente, imprimir e encadernar esse PLANNER diário, pensado em produtividade, bem estar e saúde, para você não surtar e trabalhar mais feliz. Planeje sempre seu dia antes de começar a trabalhar e separe as 3 coisas mais urgentes e as tarefas que tenham a ver com seu maior projeto!

Assista à palestra sobre alta performance feminina AQUI

Baixe os modelos de planner, desenvolvido com a curadoria de Marcelle Rebelo e Flavia Rebello e com ilustração do Designer Gráfico Henrique Maciel, AQUI.




Existe curso de secretariado EAD, como o da UNIVERSO e vale a pena investir em idiomas, ética profisisonal, gestão e produtividade também. Se inteirar sobre aplicativos e ferramentas online e gratuitas que podem facilitar seu trabalho!

E temos presentes descolados, criativos e interessantes em nossa loja virtual, para super secretárias!


Já pensou em fotografar o desenho do filhinho ou filhinha da secretária e dar uma capa personalizada com o desenho para ela?

Se sua secretária é criativa, alternativa, essa capa com a Branca de Neve tatuada, fará sucesso!



Marcadores de papel em semi joias, edição comemorativa da Data Coop.

Veja mais sugestões na nossa loja virtual, AQUI













quinta-feira, 29 de setembro de 2016

PAPO DE QUINTA: Sobre empreender e viver do que se ama

Olá, aqui estamos com nossa cliente, parceira em projetos, com a Data Coop Boutique no FIEB, na UNI RIO. A Querida Guilma Vidal, empreendedora por si só, criou o Argonauta, software de automação de bibliotecas e é uma grande empreendedora da área de informação e conhecimento. Ela nos inspira e nos dá gás para continuarmos nossa trajetória e é sempre mágico quando nos encontramos! Começamos esse post com essa foto, que expressa a alegria de empreender e viver do que se ama!

Quando você tem uma missão para espalhar para o mundo, não tem jeito, você acaba assumindo sua própria direção no trabalho e empreendendo. Melhor ainda quando você vive do que você ama.
Tem gente que faz isso a vida toda, tem gente que faz isso em algum momento e depois volta para o mercado formal, tem gente que concilia as duas coisas.
No meu caso, eu achei que fosse aposentar no meu último trabalho. Realmente eu amava o que fazia e vivia com  missão e propósito.

Mas, algo começou a me incomodar muito e percebi que não tinha mais para onde crescer, não me sentia suficientemente valorizada e achei melhor buscar meu próprio caminho. Já buscava uma oportunidade onde eu pudesse trabalhar de casa, fazer meu horário, mesmo porque havia decidido ser mãe.

Quem é lider por natureza e dá o sangue, por assim dizer, acaba tendo coragem para buscar seu caminho no empreendedorismo, porque já lida-se com o ônus de ser responsável e assumir muitas coisas no trabalho formal. A vantagem do trabalho formal é ter recursos para os projetos, quando se tem autonomia e um fixo, caindo na sua conta todo mês, o que é muito diferente quando você é dono do seu próprio negócio, porque você precisa ficar um bom tempo investindo e reinvestindo e tem as épocas de vacas magras, o que é desesperador, porque você precisa pagar as contas, precisa pagar despesas fixas, variáveis, pessoal e sem dinheiro, em geral os parceiros não ficam, abandonam o barco. É um caminho de solidão e muitas vezes bate um grande desânimo.
Outro dia eu vi uma chamada, não sei de qual programa ou de qual canal, mas o ator, que não é tão famoso dizia que ele não se vende e não aceita qualquer papel e sua pobreza, muitas vezes é o preço que ele paga por sua liberdade.

Aí fiquei refletindo sobre isso. Na maioria das vezes que escolhi meu trabalho, ganhei muito pouco e enfrentava um problema danado com escassez. Projetos que demoravam para pagar, pagava-se muito pouco e tal. 

Eu tenho visto tanto coach pregando por aí que é muito bom viver do que se ama, ser dono do seu tempo e que os empreendedores digitais nunca ganharam tanto dinheiro. Talvez isso seja uma grande isca e um grande chamado para quem anda de saco cheio do que faz, buscar arriscar e viver do que se ama. Mas, como tudo na vida, tem dores e delícias e quanto mais consciente e preparado psicologicamente, financeiramente você estiver, mas suave vai ser sua jornada. Porque não é fácil e não é para todo mundo e não é para qualquer um.

Não sei se vou voltar para o mercado formal um dia, mas outro dia me deparei com essas fotos abaixo, que compartilho com vocês. Eu atuei por 7 anos em uma empresa americana, que vendia software de biblioteca. Aprendi muito lá e amava trabalhar lá. Até que um dia, parece que recebi um chamado. E eu não acreditava na força desse chamado, porque eu namorava essa empresa e era muito feliz lá. Mas, não tive para onde correr. A empresa tem escritórios na Malásia, Espanha, Estados Unidos e Brasil e eu atuava em um grupo multilingue, multicultural, usando ferramentas modernas e em um espírito de trabalho colaborativo, investigativo e com uma proximidade enorme da Academia, coisa rara aqui no Brasil. Tanto que o software já trazia padrões e protocolos que renderam meu objeto de estudo do Mestrado em Ciência da Informação. A empresa é tão de van guarda que enquanto estudava-se a possibilidade de um protocolo para resolver questões sobre manifestação, expressão e item de uma obra, o software já tinha implementado na prática. Por que? A empresa tinha funcionários participantes de órgãos que ajudam a criar esses protocolos. 

Só em traduzir o material para treinamento, para o marketing, eu estudava e aprendia muito. Os treinamentos online das novidades dos softwares (eram uns 5 pelo menos) lidavamos com o mais avançado em tecnologia da informação.

E além disso, havia o AUG - Americas Users Group - o Grupo de Usuários do software, com profissionais da área de Biblioteconomia e Informática buscando usar a ferramenta da melhor forma possível e vindas das melhores universidades do Brasil. Isso foi encantador!

E nos colocamos a disposição para treinar semanalmente (online), fazer um encontro anual em cada universidade, integrar os profissionais e possibilitar reivindicações e trocas de experiência. 

Fora, poder viajar, conhecer o Brasil, diferentes sotaques, diferentes realidades nas universidades (a maioria do interior do Brasil) e aquilo me dava um tremendo gás.

Eu não ganhava nada mais por aquilo e não tinha obrigação de faze-lo. Ficava noites sem dormir preparando tudo para o evento...e minha equipe super unida dando o sangue. Não tinha hora extra não! Era por paixão, missão e propósito!


Reunião do AUG na UFOP onde levamos o Edwin Hubner para ensinar sobre MARC - formato usado no software. O Professor Marcondes, parceiro de projetos, para falar sobre protocolos para bibliotecas digitais!


Esse foi o último encontro, quando recuperamos a UERJ, que estava na versão muito antiga do software e fez a migração para a versão atual, Trouxemos os usuários do software para apresentar cases de sucesso usando a ferramenta. Foi lindo de ver e poder ter clientes no Rio de Janeiro, já que todos eram de fora do Rio e isso era bom, mas tinha que ter a expressão carioca também, né não?

Eu levei pessoas de confiança para trabalhar comigo e pude trabalhar entre amigos e familiares e foi fantástico, uma grande aventura e um grande preparo para a minha vida de empreendedora, à frente da Biblio Ideias.

Sobre empreeender e viver do que se ama: para mim, é inevitável! E para você?

#catloversday - Miauuuuuuuu!


Oi Gente, a última quinta-feira do mês de Setembro é o #catloversday, isso aí, dia de mostrar o amor pelo seu gato na internet. A data foi criada por 3 brasileiras e é uma campanha totalmente virtual, que vem ganhando força quanto à conscientização com relação à proteção e adoção dos felinos.

“A ideia surgiu depois do Lingerie Day. A gente se conhecia do Twitter, porque as três gostam de gatos, e pensamos em criar algo com esse tema para também mobilizar a internet”, afirmou a jornalista Luísa Pinheiro, coautora do evento com Renata Checha e Renata Corrêa. Segundo Luísa, a princípio os donos apenas mostravam seus bichos, mas a cada ano o projeto dá mais enfoque à conscientização (uma das bandeiras é adotar animais em vez de comprá-los, por exemplo).
Por se tratar de um evento 100% baseado na internet, a data ganhou – além da hashtag –perfis no FacebookTwitterTumblr e Instagram. " (DAQUI DA UOL)
Nós da Biblio Ideias amamos gatos, adotamos gatos e sabemos que esses bichos sofrem maus-tratos pela falta de controle de natalidade, o que pode trazer zoonoses. Além disso, tem gente que acha que gato não é de Deus (se for gato preto, então) e bla bla bla. Assim, o  #catloversday ajuda a mostrar seu amor pelos gatos e a disseminar a questão da adoção e fim dos maus tratos.
Esse ano você pode comprar nossos itens exclusivos da linha #lovecollection e o lucro irá para ajudar uma ONG que cuida de gatos resgatados na rua. A Linha #lovecat foi desenvolvida pela Arquiteta e Designer, a artista Niteroiense Maria Dolores de la Sagra e você pode comprar AQUI.





quarta-feira, 28 de setembro de 2016

PURO SUCESSO: Parceria que surgiu no virtual para comemorar os 20 anos da Data Coop, marcadores de livros mega especiais! Semijoias


Muito felizes em compartilhar este caso ou case de sucesso aqui na Biblio Ideias. Uma das coisas que primamos é a parceria e vimos trabalhando com eventos e aulas online, grupo fechado no Facebook e no WhatsApp e promovendo parcerias. E elas nascem por confiança e recomendação e usando as tecnologias de comunicação para fazer negócios!

A Data Coop comemora 20 anos e a Sarah Semijoias tem projetos corporativos, que transformam em semi joias a logomarca da empresa, dentre outras possibilidades. 

Com nossa intermediação, sessão via Skype e grupo das parceiras no WhatsApp, chegaram ao resultado final. Marcadores de páginas comemorativos, lindos e banhados a ouro, prata e grafite, com a marca Data Coop. A parceria surgiu online, usando as tecnologias de informação da internet. Muita gente fala que tem que ter o olho no olho, ok, o Skype supre bem essa parte! Depois claro, elas se conheceram. Luciana Melo foi ao escritório da Data Coop pessoalmente levar as peças prontas. Vou postar fotos aqui depois!

Ficamos apaixonados!

É uma edição limitada e comemorativa e inaugura a parceria das duas empresas para juntas realizarem mais e mais projetos corporativos, tais como chaveiros, semijoias, marcadores de páginas, gargantilhas, bottons, etc.

A confiança, o poder da palavra, cumprimento de prazo, tudo isso faz as parcerias crescerem e se solidificarem e desejamos muito sucesso para essa parceria entre a Sarah Semi Joias e a Data Coop.

Você pode comprar os marcadores, que são puro sucesso, AQUI, em nossa loja virtual, na coleçao especial, Por Data Coop.

Organicamente, estamos indo! Com fãs reais no Facebook! Gratidão!


Curtam a nossa página no Facebook
Seja fã, comente, compartilhe e convide amigos!

Insista no que te faz bem e você é responsável pelas suas escolhas! Escolha o que te faz bem de verdade!


                                                               Foto da internet

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Vamos falar sobre relacionamento abusivo?


          Nesse mês de setembro uma hashtag bombou demais nas redes, e fez com que muitas mulheres tivessem coragem de falar sobre os relacionamentos abusivos dos quais foram vítimas ou presenciaram. A #erelacionamentoabusivoquando trouxe a tona milhares de histórias tristes, e serviu principalmente pra mostrar que relacionamento abusivo vai além da agressão física.
          Confesso que fiquei um pouco off nos últimos meses, e só agora consegui analisar e acompanhar alguns casos. Fiquei tocada com muitos deles, e me senti instigada a falar também. Coincidentemente, dia desses conversando com uma amiga de anos, conseguimos identificar alguns abusos no relacionamento atual dela, o que me deixou bem chateada, porque é chocante saber que pessoas tão próximas a nós podem estar passando por isso em silêncio, sem possamos sequer ajudar, pois dificilmente saberemos identificar uma situação como essas.
          É lógico que o retorno da minha coluna não poderia ser mais simbólico. Então, amig@s, peguem seus lencinhos, e senta que lá vem!
          Falar de abuso nunca é fácil, principalmente aqueles sofridos pela gente... As histórias vêm com uma carga de dor e sofrimento, mas  no meu caso, expor ajuda a eliminar o caos interno. Externar me ajuda a matar o sentimento ruim, além de poder ajudar outras minas em situação semelhante.
          Antes de começar, preciso dizer que fazer parte de movimentos feministas, falar sobre o assunto para outras mulheres e se achar super entendida das coisas não te faz imune e muito menos vacinada contra esses tipos de relacionamentos, e eu sou prova viva disso, pois existe uma coisinha chamada carência, que todos nós estaremos vulneráveis ao menos uma vez na vida, que nos cega, e faz com que tenhamos atitudes, ou deixemos de ter, porque de uma forma ou de outra precisamos suprir nossa carência.
          É fácil pra caralho à beça, ser uma super feminista e saber identificar um relacionamento abusivo ou tóxico, quando se vive em um relacionamento saudável, estável, com uma pessoa normal. Mas quando se está em um relacionamento que não é legal, ou não enxergamos isso, senão não estaríamos nele, ou estamos em negação, o que é o pior. Sabe quando o cara é maior escroto com você e você esconde de todo mundo porque sabe que se contar para alguém, não vão aceitar que você se relacione com essa pessoa? Então, amiga, esse é um indício de relacionamento abusivo, e sim, você está em estado de negação.
          A primeira coisa que você vai fazer é assistir ao vídeo “Não tira o batom vermelho”, da Jout Jout umas 100 vezes, e vai decorar aquilo como um mantra, pra conseguir identificar algumas roubadas pelas quais nos deparamos por aí, lembrando que relacionamento abusivo nem sempre é sinônimo de agressão física, e que na maioria dos casos ela não existe. 
  1. É relacionamento abusivo quando o cara acha que você está dando mole para outros caras pelo simples fato de você conversar com eles. E pior, percebendo a insatisfação do boy, você acaba deixando de agir com naturalidade perante as pessoas ou até mesmo deixa de ir a lugares onde isso possa acontecer;
  2. É relacionamento abusivo quando o cara te acusa de coisas que você não fez, ou não é;
  3. É relacionamento abusivo quando o cara monitora seus acessos no WhatsApp pra saber se está online e possivelmente falando com outras pessoas;
  4. É relacionamento abusivo quando o cara fica doidão, te fala atrocidades, depois põe a culpa na bebida;
  5. É relacionamento abusivo quando você, raramente você sai sozinha, mas quando sai, tem que ficar monitorando o telefone e dando atenção ao boy, para ele não achar que você está “aprontando”;
  6. É relacionamento abusivo quando o cara te agride verbalmente e depois vem com papinho de que estava brincando;
  7. É relacionamento abusivo quando seu passado é motivo de briga, e você acaba sempre se culpando por isso;
  8. É relacionamento abusivo quando no fim das contas, por algum motivo a culpada sempre é você, mesmo que não seja, pois ele sempre vai te fazer acreditar nisso;
  9. É relacionamento abusivo quando ele chora e faz chantagem emocional quando você diz que vai embora;
  10. É relacionamento abusivo quando ele te faz sentir feia, burra e inferior a ele;
  11. É relacionamento abusivo quando ele faz uma merda, e você decide dar um basta, e ele pede desculpas e diz que aquilo não vai mais acontecer. MENTIRA!!! Vai sim, e muitas outras vezes, porque ele não vai mudar. Quem tem que mudar é você. De vida, de relacionamento, de pensamento... FOGE DESSE BOY!!!
  12. É relacionamento abusivo quando você arruma desculpas para defendê-lo para os outros porque todo mundo sabe que ele te faz mal;
  13. É relacionamento abusivo quando o cara te troca pelo bar, e não admite sua presença lá porque moça direita não frequenta botequim;
  14. É relacionamento abusivo quando o cara passa a noite no bar enquanto você está em casa, e acha que, ao chegar visivelmente embriagado, você é obrigada a aceitar, como se fosse a coisa mais normal do mundo.
  15. É relacionamento abusivo quando ele implica com suas roupas;
  16. É relacionamento abusivo quando ele critica o tempo todo o seu corpo, dizendo que ta gorda ou magra demais,e regula o que você come;
  17. É relacionamento abusivo quando ele só se preocupa com o próprio prazer;
  18. É relacionamento abusivo quando ele tenta te desqualificar te chamando de “mulher da pista”.

          Bem, a lista é grande, e esses são apenas alguns exemplos que eu coletei em minhas rodas de conversa com meninas de idades variadas. Alguns deles, confesso, têm uma carga pessoal, e não me envergonho disso. Muito pelo contrário. Algumas experiências da minha vida só me serviram para abrir os olhos e mostrar que ninguém está salvo, mas todos podem sair de um relacionamento tóxico assim.

          Não vamos deixar a discussão morrer! E como diz a Jout maravilhosa, NÃO VAMOS FICAR QUIETINHAS, porque isso tá longe de ser uma forma de amor. A mágoa passa, no fim você entende que o cara precisa mesmo é de ajuda, profissional, e a vida segue, manas, sem perder a fé no amor. 
          Beijo no coração e até a próxima!

Saiu o segundo post com dicas práticas de marketing digital para Bibliotecas


Vamos lá no blog da Data Coop conferir? Aqui

Hoje é dia de Cosme e Damião! Salve Cosme e Damião!

[[

Ai que vontade de distribuir doces! Quem sabe conseguimos no dia das Crianças!
Cosme e Damião foram dois irmãos, que formaram-se em Medicina na Síria e cuidavam dos doentes, humanos e animais sem cobrar. 
Criou-se a tradição no Brasil de distribuir doces em nome desses Santos, que viraram protetores dos gêmeos, das crianças, médicos e farmacêuticos.

Acho lindo essa tradição e me remete à minha infância...quando eu saia a procurar doces com meus primos e amigos em São Gonçalo, no Barro Vermelho e depois, no Bairro de Fátima em Niterói.
Deveria ser feriado!
Adoramos essas datas populares, comemorativas e festivas. 
Muitas empresas distribuem doces, que são sempre bem vindos para arrancar sorrisos e não tem nada a ver com o credo, ok?
Vamos olhar pelo lado cultural!
Salve Cosme e Damião! Que eles tragam alegria, saúde, prosperidade e abundância para todos nós!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...