quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Meet up: Café com ideias - Como construir uma imagem de peso (ID) na internet





A última sexta-feira do mês é dia de Meet up (encontro em pé, informal, de socialização) aqui no Biblio Ideias Coworking.
A cada mês revezamos entre manhã e noite. Outubro é a vez do Café com ideias e o convidado é o web designer e designer gráfico, o empreendedor criativo Rodrigo Gianni, que vai contar sua experiência construindo imagens de marcas na internet. Rodrigo é certificado pelo Google e pelo Facebook e conhece bem como construir o tráfego de conteúdo pago e o orgânico na internet.

Além do Rodrigo a educadora Master Coach Ana Célia Paixão, da Hera Eduty Rio vai fazer uma dinâmica interessante sobre oratória e o medo de falar em público.

As irmãs empreendedoras e psicomotricistas Andreia e Monica Pontes, da MOTRIX, educação positiva irão conduzir uma vivência para que os empreendedores presentes relacionem seus negócios ao plantio.

Como funciona o encontro? O evento é gratuito, requerendo inscrição, por limitação do espaço e é aberto a empreendedores que queiram compartilhar ideias, aprender e conectar-se com outras pessoas, fortalecendo a rede

 JUNTOS VAMOS MAIS LONGE. 

Como além dos empreendedores que vendem serviços, a rede conta com empreendedores que vendem produtos, surge o BIBLIO IDEIAS MIX, com exposição de produtos, degustação, outlet, sorteios.
Oportunidade para conhecer marcas, testar produtos, serviços e valorizar o pequeno empreendedor, fazendo suas comprinhas para presentar e até mesmo evitando a correria de fim de ano e antecipando suas comprinhas de natal.
Neste Biblio Ideias Mix teremos a presença do Pote Du Carvalho, com saladas no pote incríveis! Bijoux e relógios da Hello Boho, da arquiteta Mariana Ciuffo, joias folheadas da Berdine e artesanato em tecido e feltro do Ateliê Que Fofo.

O Biblio Ideias coworking é o primeiro espaço de coworking da Região Oceânica e vem se tornando um hub de empreendedores.


Psicomotricidade: Aliada da Educação Positiva


Inicio minha participação da coluna de educação do blog da Biblio Ideias, com um breve texto sobre a psicomotricidade como meio de uma educação positiva.
A psicomotricidade já é conhecida por diversos profissionais de saúde e educação com grande relevância em diferentes contextos e em diferentes faixas etárias (compreendidas desde a pré-concepção até a terceira idade). Pode ser utilizada na educação, na saúde, na empresa.
É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto, trazendo o corpo como ator do ato de aprender e viver.
O corpo transmite inúmeras mensagens a quem sabe escutar e faz parte do diálogo das relações humanas, onde estar atento ao nosso corpo e ao corpo do outro é um fator importante para compreensão do mesmo. Ele traduz o que a linguagem verbal não consegue expressar.

“Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja ação é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.” 
(Associação Brasileira de Psicomotricidade)

Dentre algumas contribuições, a psicomotricidade oportuniza:
  •    Despertar para o desejo de aprender;
  •    Facilitar a integração social, elevando a capacidade para enfrentar situações novas e criar estratégias positivas em suas relações;
  •    Estimular para o ajuste positivo da agressividade, inibição, dependência afetividade, auto-estima;
  •    Prevenir dificuldades educacionais;
  •  Melhora da concentração, memória e desenvolvimento de linguagem e lógico-matemático;
  •    Estimular a criatividade;
  •    Experimentar atividades que favoreçam o conhecimento do mundo, à prática social e à condição humana.

Mas por que psicomotricidade como meio de uma educação positiva? A Educação positiva, através de estudos da neurociência, traz a importância de exercícios intencionais para ativar o lobo frontal esquerdo responsável pelas emoções positivas e de bem estar. E para isso que isso aconteça precisamos de espaços para grupos de vivências afetivas, de escuta. Estimular e cultivar vínculos, pois experiências positivas levam a sentimento de alta eficácia, auto estima e amplia possibilidades de resolução de problemas. Tudo que a psicomotricidade  comporta em suas atividades e ainda  o brincar que é tão importante e sério em qualquer idade para saúde mental.

Espero com esse texto ter plantado a sementinha da curiosidade para abrirmos possibilidades para a psicomotricidade em todos os espaços possíveis! Até nosso próximo encontro! 




Família e desenvolvimento infantil

Família, parceira da aprendizagem

A importância da família é algo indiscutível no desenvolvimento infantil e por isso, na Motrix, a Oficina da Família é um espaço para trocas e vivências em torno da dinâmica infanto-juvenil.

O texto de hoje refere-se à importância do desenvolvimento global para aprendizagem, e o mais importante: é na família que é desenvolvido!



Coordenação global  se refere à atividade dos grandes músculos que ajuda no desenvolvimento do equilíbrio postural, na dissociação dos movimentos e na realização de movimentos simultâneos, tão importantes para o desenvolvimento da escrita, além de ajudar na prevenção das dificuldades escolares. 
É importante destacar que essa matéria é sustentada pelos estudos da neuroeducação, por isso a relevância do tema.

Vamos começar citando brincadeiras que são facilmente aplicáveis no ambiente familiar, mas que, às vezes, passa como algo comum e bobo. Brincadeiras como pega-pega, pular corda, boliche, amarelinha, corrida, são importantes, pois cada parte do corpo desempenha um papel fundamental na preparação do cérebro para o aprendizado de conceitos mais complexos.

Acertar a bola em um alvo, por exemplo, como um balde ou uma lixeira, incentivar o olhar para grandes distâncias, numa época onde as crianças ficam muito tempo com olhar voltado para o celular, desenvolve a coordenação óculo-manual, aumentando a destreza para a leitura e escrita.

Manter as crianças envolvidas com esportes, ginástica, natação e outras atividades físicas, ajuda a desenvolver o equilíbrio, a coordenação e a força muscular.

Lembre-se que na escola, na maior parte do tempo, a criança fica sentada, por isso, é de extrema importância que a família proporcione atividades para o melhor desenvolvimento de suas crianças.

Espero que tenham gostado do tema! Deixem suas sugestões ou dúvidas!

Um grande abraço, e até a próxima semana!

Monica Pontes
Neuropsicopedagoga e Psicomotricista da Motrix

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Desafio: Mobilizar Atividades na Natureza

Você esteve em contato com a natureza hoje? Quando foi a última vez que levou seus filhos pra brincar ao ar livre? A exposição ao sol é muito importante pro seu corpo produzir Vitamina D e brincar na natureza traz uma porção de benefícios pro desenvolvimento das crianças.



Acabei de participar de um Curso de Mobilizadores de Grupos em Natureza e saí cheio de energia e coisas pra contar! O curso foi promovido pelo Alana, um grupo sensibilizado pelos efeitos negativos do déficit de natureza sobre a saúde e o desenvolvimento das crianças. Mas como as atividades na natureza podem contribuir para o desenvolvimento das crianças? 

1) Estimula os sentidos
2) Aprendizado mais ativo e explorador
3) Favorece os vínculos sociais
4) Inspira momentos de concentração
5) Estimula a atividade física
6) Reduz comportamentos violentos
7) Apoia o desenvolvimento integral (intelectual, físico, emocional, espiritual e social)
8) Reduz sintomas de condições como TDAH, estresse, miopia e obesidade na infância
9) Ensina a gerenciar riscos

Esses e outros benefícios do contato com a natureza, assim como os estudos associados, estão publicados no site Criança e Natureza

Além de ser divertido e fazer bem pra saúde e desenvolvimento das crianças, os adultos têm uma oportunidade de fortalecer os vínculos com vizinhos, amigos e familiares nesses eventos. As atividades na natureza são muito mais estimulantes quando são feitas em grupo! Enquanto os adultos conversam, as crianças brincam em volta, e sempre pode ter alguém de confiança pra supervisionar as crianças sem sobrecarregar ninguém. Só precisa de alguém que mobilize o grupo pros encontros começarem a acontecer. 

Não é necessário gastar uma grana pra fazer atividades na natureza. São tantas possibilidades que você não vai precisar de recreadores ou brinquedos comprados. Aliás, o brincar livre, sem um direcionamento dos adultos, é ótimo pra estimular a criatividade porque incentiva a criança a fazer escolhas, imaginar e construir seus brinquedos, avaliar e assumir as consequências dos riscos, reconhecer e aprender com seus erros, aumentar a auto-estima com os acertos.

Mas o que fazer em grupo na natureza? 
  • Piquenique na praça
  • Visita aos pontos turísticos da sua cidade
  • Banho de rio, cachoeira, lagoa ou mar
  • Esportes na grama ou na areia
  • Trilhas
Pra quem mora no Rio ou em São Paulo, tem um monte de opção de lugar pra ir cadastrado no GPS da Natureza. Você também pode acrescentar lugares no GPS da Natureza ao visitá-los, de qualquer lugar do Brasil.

Se animou pra mobilizar a próxima atividade na natureza? Tem um monte de dicas nesse link.

Dentre as alegrias de estar na natureza no último final de semana, ficaram essas memórias registradas em foto. A primeira é dos micos no Parque Marapendi, onde aconteceu o curso. Depois que eu tirei essa foto eles desceram da árvore e subiram no meu colo pra pedir um gomo de tangerina. Se eu tivesse deixado o celular pronto pra fazer selfie, eles teriam batido uma foto, com certeza! Kkkk As outras duas fotos foram tiradas num encontro com amigos na praia de Itaipu.




Gostou do artigo? Deixe um comentário com a sua dúvida, opinião ou sugestão pra gente saber.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...