quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Psicomotricidade: Aliada da Educação Positiva


Inicio minha participação da coluna de educação do blog da Biblio Ideias, com um breve texto sobre a psicomotricidade como meio de uma educação positiva.
A psicomotricidade já é conhecida por diversos profissionais de saúde e educação com grande relevância em diferentes contextos e em diferentes faixas etárias (compreendidas desde a pré-concepção até a terceira idade). Pode ser utilizada na educação, na saúde, na empresa.
É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto, trazendo o corpo como ator do ato de aprender e viver.
O corpo transmite inúmeras mensagens a quem sabe escutar e faz parte do diálogo das relações humanas, onde estar atento ao nosso corpo e ao corpo do outro é um fator importante para compreensão do mesmo. Ele traduz o que a linguagem verbal não consegue expressar.

“Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja ação é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.” 
(Associação Brasileira de Psicomotricidade)

Dentre algumas contribuições, a psicomotricidade oportuniza:
  •    Despertar para o desejo de aprender;
  •    Facilitar a integração social, elevando a capacidade para enfrentar situações novas e criar estratégias positivas em suas relações;
  •    Estimular para o ajuste positivo da agressividade, inibição, dependência afetividade, auto-estima;
  •    Prevenir dificuldades educacionais;
  •  Melhora da concentração, memória e desenvolvimento de linguagem e lógico-matemático;
  •    Estimular a criatividade;
  •    Experimentar atividades que favoreçam o conhecimento do mundo, à prática social e à condição humana.

Mas por que psicomotricidade como meio de uma educação positiva? A Educação positiva, através de estudos da neurociência, traz a importância de exercícios intencionais para ativar o lobo frontal esquerdo responsável pelas emoções positivas e de bem estar. E para isso que isso aconteça precisamos de espaços para grupos de vivências afetivas, de escuta. Estimular e cultivar vínculos, pois experiências positivas levam a sentimento de alta eficácia, auto estima e amplia possibilidades de resolução de problemas. Tudo que a psicomotricidade  comporta em suas atividades e ainda  o brincar que é tão importante e sério em qualquer idade para saúde mental.

Espero com esse texto ter plantado a sementinha da curiosidade para abrirmos possibilidades para a psicomotricidade em todos os espaços possíveis! Até nosso próximo encontro! 




Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...