quinta-feira, 20 de abril de 2017

Os Voluntários da Ayni

Eu já contei porquê estou fazendo voluntariado na Ayni. Mas você consegue imaginar quem são os idealistas que estão participando desse movimento? Até hoje a Ayni recebeu cerca de 300 voluntários de diversos países. Vou contar um pouco da minha chegada em Guaporé e das pessoas que estão participando comigo.

Cheguei em Guaporé no final de tarde de domingo. Caminhei pelas ruas que sobem e descem até chegar na Casa do Bosque. Entrei pedindo licença e a galera parou o que estava fazendo pra me receber. Os 5 voluntários se apresentaram e mostraram os cômodos: duas salas (a de jantar e a da lareira), dois banheiros, dois quartos com duas beliches cada e cozinha.


A lareira estava acesa e tinha um ferro em brasa que o Bruno estava usando para fazer alguns pífanos (instrumento musical de sopro) em bambu. O Bruno era professor de Biologia e deixou a escola municipal onde trabalhava pra pegar a estrada com a companheira dele, a Mirna. A voz da Mirna é angelical e os dois juntos formam uma dupla perfeita. Além de cantar, eles são contadores de histórias. Estão cruzando o país numa Kombi, vivendo de arte, maravilhando crianças e adultos com as suas performances. Bateu a curiosidade? Assiste esse vídeo. O Bruno entra depois de 10 minutos e 30 segundos.


Na mesa de jantar, o Djoe e a Íris estavam editando um vídeo para a página A Brisa Dizilizante, onde eles contam sobre a viagem que estão fazendo de bicicleta com destino ao México. Nessa viagem, eles experimentaram formas de hospedagem que não envolvem dinheiro, como o Couchsurfing ou que envolvam troca por trabalho. A Pamela acompanhava o trabalho do Djoe e da Íris.

A Isabele é responsável pelos voluntários e chegou pra jogar Uno com a gente. Depois de algumas partidas de Uno, perguntei se a gente podia jogar o jogo da verdade, mas sem consequência. A galera topou e ficamos até meia noite matando a curiosidade sobre a vida de cada um. O jogo começou com perguntas picantes e terminou como uma grande terapia de grupo.

Na segunda-feira de manhã, Bruno, Mirna e Pamela partiram e chegou a Noeli, que é educadora e foi convidada recentemente para desenvolver trabalhos no Espaço Aldeia Viva, em Cabo Frio, um espaço pioneiro em educação na Região dos Lagos.

Ás 8h começa o trabalho voluntário, mas eu vou deixar pra contar sobre essas atividades na próxima publicação. Se você tiver perguntas sobre essa experiência, deixe o seu comentário aqui embaixo.

Gratidão a todos que estão acompanhando essa jornada!

Abraço carinhoso

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...