quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Qual é o seu Perfil?

Alan Cleaver
Você sabe o que é Suitability? E API ou Análise do Perfil de Investidor, agora melhorou um pouco mais? Na verdade, são expressões sinônimas com a mesma função. Todas elas querem identificar qual é o seu perfil de tolerância ao risco para investimentos.
Mas porque é importante saber seu perfil de investidor?
Imagine que vá uma loja de sapatos. Veja um lindo par na vitrine, amor a primeira a vista. O vendedor falou super bem dele, confortável, não machuca. Você informa que seu numero é 36, mas o sapato é 38. Ele sugere que use com uma palmilha e ande pouco. Quer de vender de qualquer maneira!
Agora, transcrevendo para o mundo financeiro: Achou no site do banco um fundo com uma rentabilidade bem acima da poupança. Você não tem ideia no que o fundo investe. Se é de risco ou não, a rentabilidade “é linda”. Você sempre foi super conservadora, nunca aplicou em nada além da poupança (seu numero é 36, mas o sapato é 38). Então, resolve pedir opinião ao banco.  Dois gerentes responderam. O gerente A: disse que é um fundo ótimo. Era só a cliente fazer a transferência agora, e ser feliz.  O gerente B, consultor de investimentos, disse: “É preciso avaliar sua Análise de Perfil de Investidor para saber se este produto está adequado ao seu perfil. Talvez este não seja o mais recomendado, temos outro mais de acordo aos seus objetivos (‘ outros sapatos do seu tamanho’).”
O cliente pode até achar que é burocrático responder ao questionário ou ler a documentação para investir, mas é ali que estão as informações para esclarecer as dúvidas que possam surgir e evitar surpresas futuras.
Nos meus textos sempre faço a ressalva de observar o que é adequado ao perfil de risco do investidor para tal produto que estou comentando. Isto porque que se o perfil não estiver alinhado ao risco do investimento, o cliente poderá se frustrar tanto com o rendimento obtido quanto com a possibilidade de perda.
Como já mencionei por aqui, já vi algumas crises no mercado financeiro, e pude perceber que clientes que apresentavam um perfil de investidor agressivo, onde sabiam que seus investimentos poderiam apresentar rentabilidade negativa, mas que quando de fato isso aconteceu de forma mais prolongada, tomaram a decisão de resgatar mesmo no prejuízo. Ou seja, a tolerância a risco não era tão agressiva assim em momentos de grande instabilidade.
Os perfis de risco são basicamente três: conservadores, moderados e dinâmicos (ou agressivo).
E aí chegamos a uma questão: qual seria a diferença entre perfil de risco e percepção de risco?
O perfil de risco é o que eu listei no parágrafo anterior, que, baseado num questionário, será definido considerando objetivos, horizonte de tempo e tolerância a risco. Porém, tenho percebido que desde 2013, clientes que apresentavam certa tolerância a risco começaram a se tornar avessos a algumas estratégias e não aceitarem oscilações. Apesar dos seus objetivos não terem mudados. Isto pode ser classificado de percepção de risco. Ou seja, o cenário externo foi modificado e aquele cliente que era agressivo estava se tornando moderado.
Minha experiência já me dizia isso e recentemente li um estudo confirmando que o investidor que somente toma decisões de investimento olhando para o retrovisor, ou seja, vendo o que foi o melhor investimento no ano ou mês anterior e refaz a carteira de investimentos toda baseada nesta estratégia, ganha menos do que aquele que se manteve fiel ao seu perfil de risco e não a sua percepção de risco.
Não podemos esquecer que somos seres irracionais em termos financeiros e, de acordo com as finanças comportamentais, temos o viés de querer sempre buscar ganhar. Sinto muito, não dá para ganhar sempre. Não se ganha todos os meses ou anos seguidos com os mesmos produtos de investimentos.
Por isso, o conceito da diversificação é tão importante. Mas isso é assunto para outro dia...
Fica aqui um alerta: No ano de 2015 quem ganhou foi o dólar, a chance que ele tem de continuar vencendo é menor para 2016...
Quer fazer o teste para conhecer seu perfil do investidor? O site da Revista Exame disponibiliza:http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/ferramentas/perfil-do-investidor.shtml

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...