quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Papo de Quinta: Crie suas oportunidades! Mostre sua melhor versão para o mundo!

Hoje é dia de bater o nosso papo de Quinta e mais uma vez ele vem inspirado por um filme de Sexta (eu assisto à filmes com Rodrigo, meu marido toda sexta). Rodrigo sugeriu o filme Chefe e comecei a assistir amarradona, achando que seria mais um filme sem muito o que pensar, mas que nada, chorei, gargalhei, vibrei, vi tendências em mídias sociais e pronto: vou falar do filme no nosso papo de Quinta.

O filme me chamou a atenção e deu vontade de bater um papo com você aqui no post pelo seguinte:



1- Além do fato de que você precisa desanuviar, como colocamos sempre aqui no post de sexta, logo cedo, com dicas para você relaxar, se divertir, ver coisa diferente e ver filme é uma ótima maneira de desanuviar e também inspirar-se, o filme vale a pena pelo elenco, trilha sonora, Food Truck e para quem gosta de road trip e filmes onde a família vale mais do que qualquer coisa. O filme dá um quê de pessoas normais podendo viver essa história e gera identificação.

2- O filme é uma produção independente do Jon Favreau, que é sempre escalado para papéis não muito bacanas, de terceiro escalão, porque foge ao estereótipo do galã de Hollywood e é sempre colocado para fazer uns bad guys toscos e "chicanos"e seu coadjuvante também, então aqui a história é outra, porque ele está no comando. EMPREENDA E SEJA O CHEFE

3- No filme, que é de sua direção, Jon Favreau é o protagonista e isso é mais um ponto para o profissional empreendedor, que cria a sua oportunidade, quando o mercado formal insiste em não lhe dar a voz ou a sua melhor versão, que você precisa entregar para o mundo. Só isso, já me sensibilizou, porque foi a primeira vez, que eu o vi como um cara normal, bacana e vamos combinar, gente como a gente, porque os protagonistas nem sempre são magros, musculosos e com rosto de modelo. Além disso, ele mostra os latinos como enriquecedores culturais nos Estados Unidos, porque o ponto de vista é dos latinos. Ou seja, CRIE AS SUAS OPORTUNIDADES

4- Para fazer o seu filme, do seu jeito, mostrando sua melhor versão, o Jon Favreay conta com um elenco fantástico, que traz, sabe quem? Amigos dele! Lembra do meu post sobre parceria, amizade e uma corrente do bem, de um dar força para o outro? Pois é! CULTIVE PARCERIAS

5- O cenário de gastronomia, ver o Jon preparando coisas incríveis. vale super a pena e perceber que ele era mega talentoso, mas não podia ousar na sua cozinha estrelada, porque o restaurante e seu dono não poderiam ousar, o deixa pra baixo, irritado e escondido, a ponto de levar crítica ruim, como um chefe banal e acomodado. VOCÊ ANDA ACOMODADO COM O QUE FAZ E ONDE TRABALHA?

6- Carl, o personagem de Jon não era muito afeito às redes sociais, mas a crítica terrível que ele recebe, vai parar no Twitter e todos começam a comentar sobre isso com ele. Para sua supresa, seu filho de 10 anos, que mora com a mãe (são separados) tem um Tablet e o ajuda a criar uma conta no Twitter. Ele não sabe responder ao Crítico no privado e manda uma resposta de baixo escalão, que torna-se um VIRAL - COMO ANDA SEU RELACIONAMENTO COM AS MÍDIAS SOCIAIS?

7- O filho de Carl, seus amigos, ex peguete (Linda Scarlet Johansson), sua linda esposa (Sofia Vergara) começam a dizer para ele, que ele não tem uma vida (nas entrelinhas), que ele vive para o trabalho e não mergulha nos seus relacionamentos, especificamente com seu filho. Na crise, todos estimulam que ele dê um tempo, exerça sua paixão e conviva mais com seu filho, que está de férias. A FAMÍLIA NÃO É A RAZÃO DE TUDO? OU O AMOR? COMO ANDA SUA VIDA FORA DO TRABALHO?

8-Carl vive esperando a oportunidade de rebater a crítica e no restaurante onde atua, não tem liberdade criativa e o caos chega à sua vida. Mas, com a ajuda do seu filho, amigos e ex exposa, ele dá a volta por cima, mudando de ares, com seu próprio food truck (que começa do zero, aceitando o presente do ex de sua ex esposa...ai, ai, ai...) ele experimenta a solidariedade, o sentido da vida, porque estamos conectados no mundo e tem sua chance de ser o chefe do seu trailer e fazer comida com paixão, com memória afetiva. O QUANTO DE SUA MELHOR VERSÃO VOCÊ ENTREGA PARA O MUNDO?

9- A road trip que Carl vivencia com seu filho e seu amigo (que largou o emprego para acompanhar o chefe na empreitada, por pura inveja da sua liberdade e experiência e por solidariedade ao que ele passara no antigo restaurante) é documentada pelas mais diversas mídias sociais - Twitter, Vime, dentre outras. Adivinha quem faz os posts, tuítes, vídeos e tudo mais? Sim, o filho de Carl, mostrando que a nova geração já nasce conectada e sabe comunicar de forma clara, precisa e dar destaque ao que é de fato bacana, viver o momento, os bastidores e isso vai mobilizando as pessoas para esperarem pela próxima parada do Food Truck do chefe do viral e fiasco com o crítico. Todos querem provar a comida dele. VOCÊ PODE TRANSFORMAR ALGO TERRÍVEL, EM ALGO MUITO BOM E AS MÍDIAS SOCIAIS PODEM SER SUA VOZ E VOCÊ PODE CONTAR COM OS AMIGOS, FILHOS, AMORES PARA VALORIZAREM O QUE VOCÊ TEM DE MELHOR. DEIXE QUE MOSTREM SUA MELHOR VERSÃO.

10- O último motivo é que você precisa ver com seus próprios olhos, sentir com sua alma empreendedora, vir aqui comentar e saber o final do filme, ué!

Na onda do Food truck do Carl, fui em família aproveitar o Fest Food, aqui no Itaipu Multicenter. Estava louca para experimentar essa novidade, a gourmetização da comida de rua e um brinde à gastronomia. Eu tive um tio, o saudoso tio Ricardo, que trabalhou em um trailer, que bombava no Barro Vermelho, em São Gonçalo, onde cresci e adorávamos ir à Pracinha comer hambúrguer no trailer, com sua maionese caseira, comida de verdade e pegada urbana. Meu tio sonhou em ter seu trailer, teve um, com a ajuda da família e fazia um lanche incrível, mas o ponto e a década não ajudou muito (crise econômica da década de 80). Então, foi uma saudade gostosa que bateu ao ver o quão chic estão os trailers hoje em dia, na onda dos Food Trucks.

Food truck é uma tendência, muitos restaurantes estão investindo em seus caminhões, que vem do Sul, são caros e eu espero que essa seja uma tendência que venha para ficar, porque amo festivais, eventos família e estar ao ar livre, com mix de novidades. Depois faço um DROPS (post extra) para te dar minhas impressões e dicas sobre o evento. Me cobre!

Lembrava de cada detalhe no filme visitando o festival, aqui pertinho de casa e olhando para cada empreendedor à frente de seu food truck ou barraquinha e fiquei torcendo para todos venderem muito bem, se sustentarem com seu trabalho e entregarem sua melhor versão ao mundo!


Fique com o trailer do filme e se assistir, vem comentar o que te chamou atenção, ok?


Fotos do Fest Food, que rolou no Itaipu Multicenter, no último fim de semana e vai ter DROPS aqui no blog!











Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...