segunda-feira, 9 de novembro de 2015

O negócio é o seguinte: Você precisa mais do que criar uma conta no Facebook e no Instagram e fazer posts


     Olá, antes e começar o post, gostaria de agradecer aos e-mails que tenho recebido de pessoas elogiando os posts, o trabalho da Biblio Ideias , as parcerias que tem surgido e convites que temos recebido. Dá mais vontade de escrever ainda e manter o ritmo das colunas fixas, sabendo que de fato, as mídias sociais conectam pessoas, quando há consistência.  Receber convites de pessoas que não nos conhecem pessoalmente, não são das nossas redes sociais reais ou virtuais é um presente a esta altura! Somos gratos ao universo! É como se o universo dissesse que estamos no caminho certo.

    Estamos mantendo nossa agenda de posts, mesmo cuidando das mídias sociais e do plano de negócios de nossos clientes e projetos paralelos. Muitas vezes, dormimos de madrugada para que o blog mantenha sua programação e os e-mails e contatos são uma resposta muito positiva a esse esforço. Nós poderíamos não manter um blog e simplesmente cuidar das mídias dos nossos clientes, mas, aqui na Biblio Ideias, costumamos praticar o que acreditamos, testar em nosso blog, que consideramos marca também e em outras marcas que usamos como estudo de caso (a propósito, teremos uma coluna com cases de sucesso ou que apoiamos e também entrevistas aqui no blog, muita novidade vem aí e talvez tenhamos mais de um post por dia, sim, é muito assunto para compartilhar).

 Nosso cerne contém a inata vontade de comunicar o que fazemos, ajudar a quem está começando e não sabe por onde começar e acreditamos na máxima que diz: de bêbado (nem que seja de sono), louco (nem que seja por paixão pelo que faz) e empreendedor digital, todo mundo tem um pouco. E queremos  conversar e ter uma relação e troca com quem também empreende digitalmente. Deixe seu comentário, mande e-mail, participe dos nossos hang outs, curta nosso canal, siga nossas mídias e interaja conosco para que possamos saber mais sobre você, o que pensa, sonha, realiza e quer realizar e o quanto podemos nos ajudar!

O negócio é o seguinte: Sim, você precisa mais do que criar uma conta no Facebook, uma Fan Page, criar um Instagram para divulgar seu negócio e sair colocando posts, sem uma estratégia ou não colocar post nenhum. Criar conteúdo superficial e não trabalhar uma lista, vai te deixar mais longe de trabalhar o seu funil de venda.

Falei grego? Se você não entendeu nada do que coloquei acima, não se apavore, tem como explicar do início e tem como aprender sobre essas redes sociais e termos em nosso canal do You Tube, nos #almoçocomnegócios, mas para hoje, foque no seguinte: você precisa de uma estratégia e construir uma lista, que não é um mailing. Em outro post, vou te explicar a diferença e falar das ferramentas gratuitas que você pode usar.

Hoje vou falar que empreendedorismo digital (mesmo que você tenha um negócio físico, na web você pratica o empreendedorismo digital). O marketing digital é possível de ser praticado e gera bons frutos:  parceiros, fãs e clientes, mas precisa de uma estratégia e que você estude outras tecnologias que podem simplificar o trabalho para você, principalmente se seu trabalho não é somente cuidar das mídias digitais, o que vai te deixar com pouquíssimo tempo para gerar conteúdo relevante e vai deixar suas mídias sem conteúdo, por isso, tenha uma estratégia e perceber o que é o novo marketing e o que as pessoas esperam de você nas suas mídias digitais.

Semana passada assisti aos vídeos do mini curso da Ana Tex, sobre o novo marketing, assim como tenho ouvido aos vídeos da Paula Quintão e do Bruno Pinheiro, todos sobre empreendedorismo digital, e pensei no quanto esses profissionais talentosíssimos, nômades digitais e empreendedores de sucesso colaboram com esse universo doando seu tempo em vídeos, hang outs e oferecendo material para você começar do zero na internet a divulgar seu negócio, tendo já resultado ao aplicar suas estratégias. Isso seria inimaginável, antes das tecnologias e redes sociais, e sou grata ao universo por esbarrar com tanta gente boa, positiva, engajada e conteúdo gratuito.

Como tenho ouvido esse pessoal desde o início do ano, eu estou no ponto para assim que tiver uma renda disponível, comprar seus cursos e estou super apta, como fã a recomendar os seus vídeos para você, que me lê agora, por exemplo.

O que significa isso? É o novo marketing, meu bem!

Ter a atenção das pessoas significa que você tem que ser bom no que faz, se destacar, dar algo em troca, ter prova social e manter um relacionamento com seu público, para compreender que problema você vai resolver, quais as dores do seu cliente (para você gerar soluções para essas dores) e como estreitar esse relacionamento com sua comunidade de fãs para que você os transforme em clientes.

Esse é o desafio que o novo marketing propõe e você pode se destacar, caso estude, compreenda e pratique o marketing de relacionamento, recomendação e porque não dizer, da boa corrente de troca.

Não fique com medo de dar conteúdo gratuito, de escrever, de fazer vídeos ensinando coisas, de criar tutoriais, printables, eventos online, eventos presenciais gratuitos e as pessoas não terem interesse em depois pagar pelo seu conteúdo.

É justamente o contrário. Se no meio do mar de informações, ofertas, canais, blogs, e-mails você de fato ajudar a um número significativo de pessoas, essas pessoas vão transformar-se em fãs, curtindo, seguindo, recomendando, comentando e indicando pessoas para aumentar sua rede, até terem a oportunidade de virarem clientes.

Relacionamento.

Se você vai à balada: Imagine chegar, ver aquela pessoa linda, atraente, chegar de cara e pedir a pessoa em casamento. O que iria acontecer?

Assim como na vida prática, usar as redes sociais para vender, fazer propaganda do que você faz sem dizer quem você é, porque você atua no que escolheu, qual seu diferencial, quem são seus clientes, como você entrega seus clientes, porque sua entrega é boa, porque as pessoas deveriam confiar em você antes de fazer uma oferta para as pessoas, vai soar como indelicado, fora de cogitação e etc.

Para isso, você precisa de:

1- Plano de marketing estratégico
2- Conhecer seu público e como você pode atendê-lo
3- Comunicar como você pode ajudar seu público nas mídias sociais, em várias mídias
4- Construir e manter o relacionamento com as pessoas da sua lista, que você pode construir, oferecendo um tutorial, um passo-a-passo, em forma de e-book, vídeo aula, infográfico, podcast etc. Para ter o e-mail da pessoa, dê uma boa recompensa, que vá resolver um problema imediato do seu cliente, para que ele te conheça, experimente e goste do seu profissionalismo.

Pensar no seu negócio, sem pensar em outras possibilidades, como um workshop para quem busca sua consultoria e ajuda e prefere fazer sozinho o que você oferece, é uma maneira de ampliar sua atuação, atender a pessoa e empreender digitalmente.

Pense nisso! Seja um empreendedor digital e use suas redes sociais com maestria, com um cronograma de posts para que você não se perca, não deixe de postar e tenha conteúdo consistente para quando forem te seguir ou conhecer você pela primeira vez.

Pior do que não ter conta no Instagram, é ter uma conta lá com 4 posts em 1 ano, como pude verificar hoje em um grande Shopping da minha Cidade, o que me deixou triste, pelo desperdício de oportunidade de comunicar bons projetos, boas soluções para o que a comunidade local, em torno do Shopping precisa.

Não basta criar as contas, tem que alimentá-las e se você puder terceirizar, delegar, faça sem medo!

Melhor ter alguém contando sua história, do que não ter nada consistente a respeito do seu negócio nas suas redes sociais porque você não tem tempo.

Pense em quantas oportunidades você pode ganhar estando presente de forma consistente e relevante na internet.

Precisando, conte com a Biblio Ideias, podemos te atender de qualquer lugar. Somos uma agência digital!


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...