quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Quando o discurso encontra a realidade


Quem acompanha os meus textos desde o inicio sabe que venho chamando atenção para a importância de sempre termos as nossas reservas financeiras para emergências. Serão elas que nos darão tranquilidade para os eventuais percalços que a vida tem, nos possibilita planejarmos as realizações de sonhos e para podermos desfrutar de uma aposentadoria mais confortável.
Nesta semana, recebi uma mensagem de um leitor que acompanha os meus textos me dizendo que graças às reservas que já fazia e que após acompanhar as minhas recomendações buscou aumenta-las, e se viu na necessidade de usar parte das suas economias para emergências.
Faço questão de me aprofundar um pouco mais no caso dele para mostra que pode acontecer com qualquer um de nós.
Ele diz que foi fazer exames de rotina e precisará passar por uma cirurgia, nada muito complexo, mas com técnica inovadora não coberta pelo plano de saúde, porém deverá ser parcialmente reembolsável. Esta cirurgia o deixará 15 dias longe do trabalho, e como na sua empresa ele é medido por atingimento de meta, isso o tem deixado preocupado, pois vai impactar na sua remuneração variável.
Além da cirurgia, ele conta que seu custo com o condomínio aumentou em 30%, pois o prédio precisará passar por adequações exigidas por lei, ou seja, a famosa cota-extra. Provavelmente, será por um período que não informou, mas terá grande impacto nas despesas dele.
Enfim, as duas situações vividas pela mesma pessoa serão passageiras, porém, estão acontecendo no mesmo momento e irão sobrecarregar as despesas mensais.
Conheço outra história, não tão ruim, mas onde as reservas financeiras seriam bem-vindas e estão fazendo falta:
Um casal de profissionais liberais estava tentando ter um filho e neste período o marido comprou um carro financiado em 36 meses. Agora, a esposa está com gravidez de risco, sem poder trabalhar, o que significa que está sem poder contribuir com a renda familiar. O casal está preocupado com as prestações do carro, as despesas da casa e com a chegada do herdeiro. Veja como faria diferença uma reserva de emergência para eles!


Formando Reserva de Emergência:


Está endividado? Então sua prioridade é sanar o quanto antes. Procure seus credores e renegocie. Não adianta ter dinheiro guardado em poupança, previdência privada ou qualquer outro investimento e dever no cheque especial ou no cartão de crédito, como já vi por aí. Os juros das dívidas são muito mais altos do que os retornos dos investimentos e não compensa!
Ter dinheiro guardado não é impossível, não é coisa só para quem ganha muito. Não importa o valor recebido, mas é como o gasta que determinará sua vida.
Se seguir a orientação de sempre se pagar primeiro, ou seja, assim que receber sua remuneração destinar um percentual mensal para sua reserva financeira, terá sempre, claro, desde que não utilize com frequência, o dinheiro guardado. Isto se tornará um hábito.
O percentual será definido de acordo com seu padrão de vida, pode começar com 10% mensais, o que com um salário de R$ 3.000 seriam R$ 300. Se considerar o percentual alto, sugiro rever o padrão de consumo. Um consumo consciente hoje trará maiores benefícios no futuro.
Uma questão importante a ser considerada é: quanto de dinheiro tem reservado caso perdesse seu emprego agora? E por quanto tempo poderia viver sem renda? Já parou para pensar neste assunto? Caso contrário, seria interessante considerar quais são suas despesas atuais e acumular uma reserva compatível a, pelo menos, 12 meses de gastos. Atualmente, as pessoas estão demorando mais para conseguirem se empregar nas mesmas condições anteriores, então, reduzir as despesas para fazer uma reserva de segurança se torna necessário, principalmente, para os profissionais que têm mais instabilidade em suas áreas.

Para o meu caro leitor, desejo boa recuperação em sua cirurgia. E para todos que leem meus textos, pensem que estamos trocando os consumos de hoje, que serão prazeres passageiros, para benefícios maiores e melhores no futuro. Vale a pena termos uma reserva financeira, eu garanto!


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...