quinta-feira, 21 de maio de 2015

Tudo é questão de escolhas

 
Essa foto do Miguel com um graveto representando uma bifurcação me lembra do quanto precisamos fazer escolhas e desde muito pequenos. Mesmo o Miguel precisa fazer suas escolhas. No sábado passado, estivemos com ele pela segunda vez no hospital, porque em meio a uma mega gripe, garganta inflamada, desarranjos, enjôos e que tais ele não conseguia tomar o antibiótico e lá no consultório da emergência a médica perguntou: "Você quer tomar o remédio OU ficar internado?". Ele gelou, ela o colocou no soro com medicação para evitar mais enjôos e melhorar a dor na barriga e naquele momento fui explicando a ele que só ele poderia fazer aquela escolha e que nem eu, nem o pai dele, nem ninguém poderia tomar o remédio por ele...e no final das contas, ela deixou misturar o antibiótico (de gosto horrível, mas importante para o tratamento) em um suco e assim ele mandou ver...e fez sinal de "ufa, escapei dessa!" o que nos arrancou uma gargalhada, apertos, beijos e alívio por voltarmos com ele para casa.
 
A vida não é fácil nem para um recém nascido...que precisa adaptar-se, aprender coisas novas todos os dias, crianças também precisam enfrentar N desafios diários e são testadas todos os dias.
 
O interessante é que crianças tem a motivação, a alegria, a vontade, o sonho e por mais que sejam tímidas, tenham medo e tudo mais, não tem as crenças limitantes e acabam arriscando-se mais, jogando-se rumo ao que querem experimentar.
 
No trabalho orientando empreendedores, vejo muito que eles passam sempre por escolhas e muitas vezes diante das escolhas paralisam...sofrem, acham que um passe de mágica deveria ocorrer e não ocorre. Tem que haver comprometimento, consistência, resiliência e adaptação, abertura para o novo e o despertar da criança adormecida dentro de cada um.
 
Tenho estudado muito e descobri minha turma, minha praia e excelentes mentores. Tenho encontrado grandes parceiros, e sou muito grata por isso e a mensagem que vencedores sempre lançam tem a ver com:
 
O ótimo é inimigo do bom
Feito é melhor que Perfeito
Pega e vai
Se joga
Vá em modo Beta
Vá com medo mesmo
Vá com o que você tem agora
 
 
Estude, dedique-se, confie em um método ou na consultora que vos fala, porque queremos o seu sucesso, com certeza e comece a ter atitudes empreendedoras e a lançar sua missão para o mundo e a ajudar muitas pessoas.
 
Podemos escolher sermos infelizes ou podemos escolher fazer o que amamos, com paixão e ajudar a muitas pessoas que precisam do nosso toque especial.
 
Toda escolha vai envolver perda, ganho, dor, alegria...
 
Amanhã eu tenho sessão com a minha Coach, a incrível Ana Paula Santos, do Clube da Dieta e ela sempre ajuda na tomada de decisões com a técnica de perdas e ganhos.
 
Fica a dica: Toda vez que você precisar escolher algo e sentir-se com o coração apertado, escute seu coração. E também faça uma cruz em um papel e escreva:
 
O que eu ganho se eu fizer isso?
O que eu perco se eu fizer isso?
O que eu ganho se eu não fizer isso?
O que eu perco se eu não fizer isso?
 
Em cada quadrante, discorra sobre ganhos, perdas e foque nos ganhos e coragem!
 
E minha mãe, Dona Celi, que foi minha primeira Coach, ao lado da minha avó Irene (que me ensinou a fazer escolhas focada nas consequências e no que eu daria conta de assumir) me dizia para escolher baseada no que eu não queria de jeito nenhum.
 
Hoje por exemplo, eu não quero de jeito nenhum terceirizar a criação do meu filho e para isso, estou me reinventando profissionalmente na Biblio Ideias e o melhor nisso tudo é que descobri como conectar-me com minha missão e meu propósito e estou podendo ajudar muitas pessoas a comunicarem sua missão e seu propósito para o mundo!
 
Sou grata, muito mesmo a todos que estão colaborando muito para que isso aconteça e desejo que você faça boas escolhas e tenha coragem!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...