quinta-feira, 4 de julho de 2013

Dicas para mulheres empreendedoras...

Hoje é dia de falar de gadgets aqui no blog. Gadgets são todas as coisas tecnológicas que existem para facilitar sua vida.

Um bom notebook, tablet, um smartphone, HD externo, pen drive...de qual deles você não abre mão?

Quais são seus favoritos? Conta pra gente!

Aproveitando, vamos falar um pouco sobre quem trabalha em esquema de home office, para poder cuidar da família de perto e ganhar tempo de deslocamento:
Para muitas mulheres, a solução para um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal – e para o problema de as empresas não investirem nelas tanto quanto gostariam – é  trocar o mundo corporativo pelo trabalho em casa. Ficar perto dos filhos, ser dona do próprio tempo e ainda conseguir se desenvolver profissionalmente (e se sustentar, obviamente) parece algo tentador, não? E realmente é, mas não é assim tão fácil.
Em primeiro lugar, é preciso avaliar se o seu trabalho pode ser realizado em casa – seja por escritório remoto, seja de forma autônoma. E, em segundo lugar, conta uma série de fatores igualmente importantes que dependem de você. “Trabalhar em casa exige organização, disciplina e dedicação. Nem todos são capazes de se adaptar”, explica Felipe Pierry, psicólogo e consultor organizacional.
Entrevistamos mulheres que fizeram essa escolha e estão conseguindo ter sucesso em ambas as áreas – profissional e pessoal – e, com Felipe Pierry, reunimos dicas para quem está pensando em largar o mundo corporativo pelo home-office. Confira!

- Encontre um local para trabalhar
É importante investir em um cômodo ou espaço específico da casa que possa ser utilizado apenas para o seu trabalho.  Não é produtivo trabalhar no meio da sala, na cozinha ou no quarto de dormir, pois as interrupções durante o dia podem ser muitas. A advogada Andrea da Silva, de Porto Alegre, montou um escritório em um dos quartos da casa. “Lá, tenho computador, telefone, impressora, códigos e livros jurídicos, além de um frigobar, caso queira beber um suco ou uma água. Isso faz com que não tenha que ir à cozinha, o que poderia ocasionar facilmente uma distração, pois sempre temos algo para arrumar em casa”, diz ela.

- Separe as tarefas domésticas das profissionais
Encare como se estivesse na empresa – tente se desligar dos problemas domésticos. Da mesma maneira, quando for executar alguma tarefa doméstica, tente esquecer os problemas do trabalho. A jornalista e microempresária Fabiana Faria montou uma rotina para não deixar que o trabalho afetasse sua relação com o filho, João, de 4 anos. “De manhã, dedico algumas horas exclusivamente a meu filho”, conta. Assim, mesmo quando Fabiana tem que estender a jornada até mais tarde, à noite, o filho entende que naqueles momentos a mãe está ocupada.

- Siga uma rotina
Se a sua profissão permitir, tente definir horários de trabalho e de lazer. É muito comum as pessoas que trabalham em casa se tornarem workaholics. “Sendo freelancer, é difícil reservar tempo para o lazer, pois às vezes surge uma oportunidade e você não pode negar, pois não sabe se terá trabalho no mês seguinte. Mas procuro me policiar para aproveitar os momentos entre uma entrega e outra”, conta a designer Lúcia Farias, mãe de Alice, de 3 anos.

- Seja uma chefe exigente
Você é daquelas que só produzem sob pressão? Não ter um chefe para cobrá-la pode ser um problema. Acostume-se a cobrar de si mesma o cumprimento dos prazos e a qualidade do trabalho. “Gosto do fato de não ter um chefe e de não ser obrigada a atingir uma meta ou plano estratégico. Ainda assim, tenho claro que há prazos a cumprir e que devo prestar esclarecimentos para os meus clientes e levo isso muito a sério”, diz a advogada Andrea.

- Saia de casa
Muitas pessoas que começam a trabalhar em casa ficam deprimidas pela ausência de contato com os colegas. “Sinto falta de trocar ideias e aprendizados com profissionais da mesma área, coisa que se faz diariamente quando se trabalha fora”, conta Fabiana. A solução é ­compensar com atividades sociais – faça cursos, marque almoços ou cafés. Invista no networking.

- Imponha limites à família e aos amigos
Não é porque está em casa que você não está fazendo nada. Sua família e seus amigos têm que entender isso. Interrupções constantes podem comprometer a sua produtividade. “Eu não me permito parar para colocar uma roupa na máquina, por exemplo. As atividades domésticas acontecem em outro momento, justamente para não tirar a concentração”, diz Andrea.Os filhos da advogada, de 11 e 9 anos, já aprenderam a não incomodar a mãe durante o período dedicado ao trabalho.Com o tempo, as crianças tendem a respeitar esses limites se você mantiver pulso firme.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...