terça-feira, 25 de abril de 2017

As atividades dos voluntários e a pedagogia Ayni

Olá Biblio Idealistas!

Já falei algumas vezes do trabalho voluntário na Cidade Escola Ayni em publicações anteriores, mas qual é o trabalho dos voluntários na Ayni? As atividades podem incluir bio-construção, artes plásticas (cerâmicas, vitrais e mosaicos), agricultura, jardinagem, paisagismo e carpintaria. Agora eu vou contar um pouco da minha experiência na última semana.


O trabalho começava ás 8h da manhã com uma reunião do grupo no viveiro de plantas. O Alexandre Resmini, que é responsável pelo paisagismo e sistemas produtivos da Escola, distribuía as atividades e orientava a execução.


No primeiro dia de atividades, colocamos pó de brita e brita rosa no círculo de fogo, um espaço aberto em formato de círculo onde as pessoas se reúnem para conversar e pode ser feita uma fogueira. O pó de brita e a brita rosa têm a função de proteger o calçado do barro, além de ser decorativo. Dentro da pedagogia Ayni, sentar em círculo tem uma função importante. É o momento em que as crianças são incentivadas a dizer como estão se sentindo. O hábito de perguntar como as crianças estão se sentindo é transformador para a relação delas com seus colegas e com o facilitador que está supervisionando esse momento.


No segundo e terceiro dias, usamos uma resina à base de água chamada hidroasfalto para pintar a parte das tábuas da horta que ficarão em contato com o solo, o que aumenta a vida útil das tábuas. Também cercamos a horta com as tábuas pintadas, fixando com pequenas estacas. Essas estacas receberam uma camada de hidroasfalto na parte que ficará embaixo do solo. O solo aqui é bem compactado e pedregoso, o que dificultou a fixação das estacas. A horta tem o formato de uma pizza com as fatias separadas, uma inspiração pra quem quer um jardim funcional. O plantio de mudas de orégano, manjericão, espinafre e sempre-vivas foi feito no curso de hortas urbanas, que aconteceu no sábado seguinte. Os vegetais cultivados aqui serão colhidos pelas crianças, que poderão montar sua própria pizza com ingredientes frescos e orgânicos. Preparar os alimentos, servir os colegas e lavar a louça é parte da pedagogia Ayni, pois desenvolve autonomia e senso de responsabilidade.





No quarto dia, levamos o pó de brita e a brita rosa até o parquinho que fica no meio da mata. O parquinho tem um formato não convencional, que estimula a criatividade no brincar. Os formatos e a altura dos brinquedos treinam o equilíbrio de uma forma segura, dando mais autonomia. O parquinho se integra à mata, recebendo a sombra das árvores e possibilitando brincadeiras com os cipós que caem. Para formar os futuros líderes, que deverão pensar fora da caixa, deve-se oferecer estímulos fora dos padrões retos e quadrados que geralmente vemos nos parquinhos.



O quinto dia foi dedicado à limpeza. Depois de carregar várias carriolas de terra e brita, limpamos o caminho e revelamos a beleza dos mosaicos que ladrilham a escola, preparando o espaço para receber o curso de hortas urbanas. Outro pilar da pedagogia Ayni é a conclusão de cada ciclo. A limpeza e organização fazem parte desse encerramento de ciclo e precisam ser incentivados pelos pais, conscientes do seu papel de educadores.



Além do trabalho na escola, que acontece 4 horas por dia, de segunda a sexta-feira, existe uma rotina de limpeza pesada da casa às quartas-feiras e feedback entre os voluntários e uma pessoa da equipe Ayni às sextas-feiras. O restante do tempo é livre para aproveitar a região, cozinhar, se divertir com a galera, descansar e o que mais der vontade. A próxima postagem será sobre a alimentação vegetariana na Casa do Bosque e a diversão no tempo livre. 

Se tiver alguma pergunta sobre as atividades dos voluntários na Ayni, pode escrever aqui embaixo que eu vou ter o maior prazer em responder.

Abraços carinhosos!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...